Continuamos a trazer curiosidades sobre as tuas séries favoritas e desta vez vamos dar a conhecer-te algumas sobre The Queen’s Gambit:

[Contém spoilers]

1. Muito antes de The Queen’s Gambit se tornar uma série, a história foi pensada para um filme, que representaria a estreia de Heath Ledger como realizador antes de este ter morrido, em 2008. Ledger terá lido e adorado o livro de Walter Tevis e queria fazer um filme com Elliot Page como protagonista.

2. Anya Taylor-Joy juntou-se ao elenco da série numa fase muito inicial, quando ainda nem havia um guião. No entanto, quando Scott Frank, o criador de The Queen’s Gambit, lhe enviou uma cópia do livro que lhe serviu de inspiração para a série, a atriz ficou interessada na história e os dois reuniram-se para discutir o projeto.

3. Anya não sabia nada sobre xadrez antes de ter ficado com o papel de Beth. No entanto, a atriz encarou isso como uma vantagem que lhe permitiu ‘mergulhar’ verdadeiramente nesse mundo. Para ela, revelou-se muito importante que a sua personagem, Beth Harmon, representasse de uma maneira completamente distinta dos seus colegas de elenco do sexo masculino e queria que essa diferença fosse visível para os espectadores. “Eu queria que ela tivesse uma maneira muito distinta de mover as peças que fosse, embora rápida e implacável, inegavelmente feminina”. Para encarnar este lado da sua personagem, os anos de Anya enquanto bailarina ajudaram-na na movimentação das peças de xadrez e a fazer pequenas coreografias com os dedos. 

4. Todos os jogos de xadrez foram coreografados por consultores especializados: Garry Kasparov, antigo campeão do mundo da modalidade, e Bruce Pandolfini, um professor de xadrez muito experiente. Os dois foram também responsáveis pelo treino dos vários elementos do elenco, visto que todos os jogos estão realmente a ser feitos pelos atores, inclusive nas cenas em que não vemos o tabuleiro, mas apenas os rostos dos intervenientes. Anya, por exemplo, aprendia os movimentos antes de entrar em cena para que tudo estivesse fresco na sua mente. Até as jogadas hipotéticas que Beth faz na sua cabeça são verdadeiras jogadas de xadrez. Isto significa que também a equipa responsável pelos efeitos especiais aprendeu um pouco de xadrez durante o processo.

5. No entanto, apesar dos especialistas em xadrez terem tido um papel muito importante na construção das partidas, atores como Thomas Brodie-Sangster criaram os seus próprios maneirismos. Assim, Thomas teve a ideia de que Benny Watts, o seu personagem, brincaria constantemente com o anel que tinha no dedo. Ainda sobre Benny, este foi, em parte, inspirado em Bobby Fischer, um americano que, aos 13 anos, ganhou uma partida de xadrez que ficou conhecida como “a partida do século”.

6. Para que as partidas parecessem mais autênticas, Harry Melling, que dá vida a Harry Beltik, refletiu muito sobre a forma como o seu personagem carregaria no temporizador se estivesse a perder e no quão confiante pareceria a mover as peças se estivesse a ganhar.

7. Inicialmente, Scott Frank convidou Garry Kasparov para ficar com o papel de Vasily Borgov, mas este recusou, preferindo que o seu envolvimento na série fosse apenas como consultor. Assim, acabou por ser Marcin Dorociński o escolhido para interpretar Borgov.

8. A inspiração para a filmagem de algumas das partidas de xadrez da série veio do filme Pawn Sacrifice, de Edward Zwick. Frank considera que muito do que se via nos rostos de Tobey Maguire e Liev Schreiber, os protagonistas, era tudo o que era preciso saber-se sobre a forma como as partidas estavam a decorrer. Ele queria que, na série, Beth conseguisse refletir isso à sua própria maneira.

9. O visual de Beth foi cuidadosamente pensado. Tanto Anya, como Frank, bem como Daniel Parker, o responsável pela maquilhagem e penteados, tinham em mente que a personagem principal fosse ruiva. Para o conseguir, tiveram de recorrer a perucas, visto que a mudança frequente de visual tornar-se-ia complicada se usassem o verdadeiro cabelo da atriz. Em termos de maquilhagem, as cores de batom usadas por Beth foram escolhidas deliberadamente para cada cena e ajudaram a traduzir o avançar dos anos na personagem. Por fim, houve ainda a preocupação de incluir “linhas do tabuleiro de xadrez” no vestuário de Beth.

10. Apesar de a série ser passada nos Estados Unidos, a maioria das filmagens tiveram lugar em Cambridge, Ontário, no Canadá, e em Berlim, na Alemanha.

11. Para terminar, o momento em que Beth, no avião, faz um brinde a Alma depois de esta ter morrido não estava no guião. Anya teve a ideia enquanto estava a filmar e achou que seria um momento com impacto.

Conhecias alguma destas curiosidades de The Queen’s Gambit?