Os momentos mais polémicos e inesquecíveis de 2015
| 27 Fev, 2016

Publicidade

À semelhança do que aconteceu em 2014, também 2015 foi um ano repleto de momentos emocionantes e marcantes! As escolhas eram mais que muitas, mas a equipa do Séries da TV tentou reduzir ao máximo e compilar esses momentos do que aconteceu no ano que passou nesta Crónica da TV!

Annalise Keating

A verdade do que se passou com Annalise em How To Get Away With Murder

Durante meia temporada andamos a ver flashforwards de uma Annalise Keating deitada no chão de uma sala cheia de sangue depois de ter sido alvejada. Claro que, como fãs, passámos o tempo todo a tentar perceber quem tinha cometido tamanha atrocidade, mas não foi difícil encontrar suspeitos, Annalise é odiada por muita gente. O que nunca pensámos foi que ela própria tivesse engendrado tudo, mas quando se viu apertada e não viu uma solução para sair da encrenca em que se meteu, resolveu que o melhor era ser alvejada para se safar a ela e a toda a sua equipa. Kudos to her! Foi realmente de mestre e ninguém estava à espera!

Mr. Robot_SeasonFinale

O desvendar da loucura de Elliot em Mr. Robot

Há um pequeno pormenor de Mr. Robot que se tornou um dos auges da série. Não é propriamente a descoberta de quem, de facto, é Mr. Robot (a personagem de Christian Slater), mas sim uma cena icónica em que Elliot tenta beijar Darlene. À partida, para quem não acompanha, este momento podia ser um daqueles banais, mas é apenas aqui que tudo o que sabíamos se transformou. A verdade é que, mais chocante do que o desenlace (por si só surpreendente), a série não seria nada sem este twist. “Já te esqueceste de quem eu sou?” – pergunta Darlene. Aqui o espectador fica embasbacado a olhar para a televisão ou ecrã de computador sem reação. “O que raio se passa aqui?” – perguntamo-nos nós. Após isto, um arraial de acontecimentos inesperados enche o ecrã e enche a nossa alma de espanto e surpresa.

Shield

A identidade de Lash em Agents of S.H.I.E.L.D.

Se Agents of S.H.I.E.L.D. nunca foi uma série que primasse pelos twists, nesta 3.ª temporada a situação inverte-se e os mesmos tornaram-se num dado adquirido. Poderá para muitos passar ao lado, mas a verdade é que foi um momento marcante na medida em que se revelou ser a mais sólida surpresa da série até então. Assim que a câmara se afasta e percebemos quem realmente é Lash [SPOILER: Andrew Garner] não podemos sentir uma proximidade ainda maior com a narrativa, visto ser uma personagem de uma ascensão magistral, com muito potencial de desenvolvimento.

Gorila apalpa os seios de Virginia em Masters of Sex

Sim, isto é verdade. Parece mentira, mas nos seus estudos sobre a sexualidade, os pioneiros William Masters e Virginia Johnson deslocam-se ao zoo para ajudar um gorila a melhorar a sua performance reprodutiva. O problema é que o primata parece sentir-se entusiasmado com uma figura feminina humana e Lizzy Caplan lá tira a sua blusa, deixando que o símio lhe toque nos seios. A cena em si não é chocante e, muito pelo contrário, tentou inexplicavelmente tornar a série mais leve e cómica. Não deixa de ser um pouco incómoda de se ver. O resultado não foi bom, como é óbvio, mas a cena em si não deixa de ser icónica.

once-upon-time-season-5

Hook sacrifica-se em Once Upon a Time

Depois de cerca de metade da temporada a esforçar-se por salvar Emma das trevas, é Hook quem faz o derradeiro sacrifício pela amada, para que ela consiga livrar-se definitivamente da darkness. Hook pode ter começado como um vilão nesta história, mas tornou-se um favorito dos fãs e a verdade é que deixou a série como um verdadeiro herói. Resta saber se Emma e companhia serão capazes de resgatá-lo do submundo, porque em Once Upon a Time há sempre uma maneira de resolver as coisas, por muito complicadas que sejam.

Delphine é baleada no final de Orphan Black

Se há coisas que se podem chamar cliffhangers, legítimos são aqueles momentos que nos deixam, no final de um episódio, com uma personagem em situação crítica de vida, sem sabermos se vai morrer ou sobreviver, especialmente quando esse episódio é um final de temporada, como aconteceu aqui. Tendo Delphine um papel importante em Orphan Black, mas ao mesmo tempo não fundamental, a probabilidade da sua sobrevivência aos tiros é incerta e atormenta milhões de fãs há mais de meio ano! Apoiando-nos na regra da televisão de que “só há morte se efetivamente se vir um corpo sem vida”, Delphine foi deixada a esvair-se em sangue, mas ainda a respirar, portanto as nossas esperanças mantêm-se. E o ponto positivo é que já não falta tudo para OB regressar.

A tortura de Jamie Fraser em Outlander

Outlander é um festim visual. É um exercício de televisão extraordinário e ainda um pouco longe da atenção que merece. Se, a uma primeira vista, parece ser uma série infantil, podem tirar o cavalinho da chuva. A agressividade visual, a chocante dinâmica sexual com que pinta o seu tema, leva-a a ser um dos mais viscerais registos de televisão contemporâneo. A mutilação de Jamie Fraser pode soar a um ataque homofóbico, mas não é a sexualidade que está em questão. Aqui há um registo religioso na tortura. Há uma pequena parte de nós que, inerente à nossa recetividade em relação às orientações sexuais, fica chocada. Isto porque a realização eleva a cena a um patamar ainda mais preocupante e que nos aproxima mais do tempo da inquisição do que da problemática sexual. E isto resulta num dos momentos mais polémicos e mais agressivos da televisão em 2015.

If-Then-Else

O episódio If-Then-Else de Person of Interest

Se a originalidade tem um nome próprio, ela encarna no nome Denise Thé, argumentista veterana de Person of Interest. A série quando se foca no seu enredo principal é uma autêntica montanha russa de emoções. If-Then-Else não é um episódio qualquer: é um que está magistralmente perfeito. Isto porque temos twists a todo o minuto. Somos desafiados por um conceito novo de que o que vemos não é o que acontece, mas apenas uma probabilidade. É aqui que a série triunfa. Numa execução belíssima auxiliada pelo seu elenco regular, Denise Thé traz-nos um dos melhores episódios de séries até aos dias de hoje.

A orgia de Sense8

Esta cena é uma de muitas que prova que Sense8 é uma série sem pudores! Enquanto noutras alturas tínhamos podido ver os sensate a conectarem-se entre si com habilidades que não possuíam – como quando Sun ajudou Capheus a dar pancada aos que queriam atacá-lo ou quando Capheus conduziu por Nomi – aqui esta ligação entre eles ganha uma nova dimensão. Enquanto Nomi e Lito tinham relações com os respetivos parceiros, e independentemente da orientação sexual de cada um, a cena evoluiu para uma orgia que acabou também por envolver Will e Wolfgang. A cena em si não foi muito explícita, mas teve o mérito de mostrar algo ousado a que ainda não estamos muito habituados no mundo das séries.

Suits

Mike é preso no mid-season finale de Suits

Foram precisas 4 temporadas e meia de grande cumplicidade, de muitos casos resolvidos, de uma amizade incrível, de muitos dramas e de muito trabalho para o grande segredo de Mike ter sido descoberto. Pois é, na midseason finale da temporada 5, após tomar a decisão mais importante de sempre e de se demitir, Mike é algemado e preso sob acusações de fraude. Harvey rapidamente se mexe e consegue tirar o companheiro da prisão, mas não vai ser um caso fácil, uma vez que ele pode apanhar muitos anos de prisão. Fomos apanhados um pouco de surpresa, já que Mike tinha finalmente tomado a decisão certa de sair e é preso do nada. Ainda não percebemos muito bem de onde é que este golpe veio.

.Clarke esfaqueia Finn em The 100

The 100 é a série mais subvalorizada do canal The CW. É uma série adolescente que consegue obter alguma maturação consciente através de personagens bem trabalhadas e que são testadas a qualquer momento. Os dilemas morais são extraordinariamente complexos e, um deles, foi exatamente a morte de Finn. O amor, a consciência, a justiça não são para aqui chamadas. No jogo da sobrevivência, apenas reina quem é forte, quem está encostado entre a espada e a parede e não tem receio de tomar a decisão mais difícil. E a morte de Finn, não só está brilhantemente executada, como tornou The 100 numa série a ser levada a sério.

Sheldon e Amy fazem sexo pela primeira vez em The Big Bang Theory

Quando o produtor da série anunciou que o casal de cinco anos ia perder a virgindade, os fãs dividiram-se. Uns ficaram entusiasmados, outros receosos com as repercussões que tal passo teria na personalidade única do físico teórico. No entanto, Amy e Sheldon estavam juntos há cinco anos. Ela andava desertinha e Sheldon fez isto por ela. Não por ser assexuado, como se pensava, mas porque sexo não faz parte da sua lista de interesses. O mais importante a reter é que finalmente colocou Amy primeiro. Nunca o tinha feito desta maneira! O certo é que ele gostou mais do que estava à espera. Yay? Go Shamy!

Pretty-Little-Liars-6x10-1

A revelação de “A”

Foram precisas 5 temporadas cheias de drama, muita emoção e mistério com muita mentira e bullying à mistura para finalmente conhecermos a identidade de A. Independentemente do que foi dito pelos criadores da série, nunca pensamos que A fosse alguém que tinha aparecido tão pouco e sobre quem sabíamos tão pouco. Pois é, além de ter toda a gente ficado estupefacto pelo facto de A ser Cece Drake, ficamos ainda mais estupefactos quando descobrimos que ela não era nada mais nada menos do que Charles DiLaurentis, irmão de Allison.

A walk of shame de Cersei em Game of Thrones

Cersei é uma das personagens mais odiadas de toda a série e se há alguém que precisava de ser castigado por todo o mal que fez, é justo dizer que ela seria totalmente merecedora. No entanto, dificilmente alguma coisa nos podia ter preparado para tamanha humilhação. Ela que já foi violada pelo seu irmão e amante passou uma provação ainda maior neste final da temporada. Primeiro, o corte de cabelo, o despir das suas roupas… Tudo isso a despojou da sua identidade. Depois, a caminhada da vergonha, enquanto caminhava totalmente nua, pelas ruas, enquanto as pessoas gritavam ‘shame’ e atiravam com comida. Toda a transformação que Cersei teve à medida que ia caminhando, sendo insultada e atingida… Foi óbvio que a mulher feroz e altiva que conhecemos se transformou numa mulher perdida e desesperada à medida que ia dando mais passos na sua humilhação. Numa cena longa, de quase 10 minutos, foi impossível não sentir o seu sofrimento. Porque por muito que ela tenha feito de mal, é difícil de imaginar que alguém seja merecedor de tal humilhação, mesmo que esse alguém seja Cersei. No final, já sem forças, nem foi capaz de se aguentar mais. Das duas uma: ou isto vai tornar Cersei numa pessoa melhor ou então vai fazer dela uma vilã ainda mais temível. Uma interpretação de arrepiar por parte de Lena Headey!

A morte de Derek em Grey’s Anatomy

Se há alguém que os fãs se convenceram que provavelmente nunca veríamos morrer em Grey’s Anatomy, esse alguém era Derek Shepherd. No entanto, a verdade é que o personagem morreu e percebemos que ninguém – mas mesmo ninguém – está a salvo nesta série! Os rumores sobre a saída de Patrick Dempsey bem que se faziam sentir já há algum tempo, mas mesmo assim… Derek morreu como um herói, depois de ter salvo a vida a várias pessoas, mas de forma um pouco cruel, com ele consciente da aproximação da sua morte, por falta de assistência adequada. Sem conseguir comunicar com outros, morreu sem ser ajudado, da forma como ele ajudara muitos durante a sua carreira de neurocirurgião

A criação da ‘morte’ de Glenn em The Walking Dead

Em The Walking Dead ninguém está a salvo, mas nunca vamos estar preparados para uma morte de alguém como o Glenn, que está na série desde a primeira temporada. A sua ‘morte’ foi muito bem encenada. O suicídio do Nicholas, a queda no meio dos walkers e a câmara a afastar-se lentamente enquanto os walkers se deliciam com as suas entranhas… Tudo isto à primeira vista parecia óbvio, era impossível haver um milagre que salvasse o Glenn. Enquanto alguns fãs começavam a mentalizar-se da sua morte, outros sempre defenderam diversas teorias que provassem de alguma maneira que era possível Glenn estar vivo ainda e a verdade é que Glenn conseguiu esconder-se dos walkers e utilizar o corpo do Nicholas para se salvar da morte certa, como só ele é capaz de fazer.

the affair

A morte de Scotty Lockhart em The Affair

Desde o início da sua narrativa que The Affair vem a construir um enredo em volta do misterioso envolvimento do duo protagonista na morte aparentemente inexplicável do bon-vivant Scotty Lockhart. Trabalhar duas temporadas em redor deste grande mistério resultou num empolgante momento de televisão. Porquê? Porque o facto da história ser narrada por diversos intervenientes faz com que o espectador não consiga estabelecer uma relação com a verdade, o que nos faz roer as unhas e ficarmos de olhos arregalados com o desfecho, quando ele finalmente é revelado.

.Jon Snow traído e morto pela Patrulha em Game of Thrones

Jon sabia que estava a arriscar muito em ajudar os selvagens presos em Hardhome. Mas que poderia ele fazer? Os walkers estão cada vez mais perto e aqueles milhares de pessoas só iriam aumentar o seu exército. Ali não havia escolha. O problema é que muitos elementos da Patrulha da Noite viram aquilo como um ato de traição. “Pela Patrulha” disseram eles enquanto apunhalavam o Senhor Comandante um a um, na última cena da quinta temporada. O final mais trágico de toda a série. Os fãs querem acreditar que ele volta, e eu também. Tal como Aemon Targaryen lhe disse: “Mata o rapaz, Jon Snow. E deixa o homem nascer”. Será assim tão literal?

Uma lista elaborada pela equipa Séries da TV e desenvolvida por:
Ana Rodrigues, Diana Sampaio, João Montez, Jorge Lestre, Maria Sofia e Mélanie Costa

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

those about to die

Recomendamos