The Windsors: a série que goza com a família real britânica
| 19 Mar, 2021

[Não contém spoilers]

Está disponível na Netflix uma série chamada The Windsors e eu cometi o erro de ver o episódio piloto. A série estreou em 2016, no Channel 4, e é uma paródia da família real britânica, portanto pensei que teria piada. Estava completamente enganada! Principal crítica entre muitas: como é que fazem uma série destas e a Rainha Isabel II nem tem direito à sua própria personagem?

A trama passa-se numa altura em que William, o filho mais velho do Príncipe Carlos, já se encontra casado com Kate, mas Meghan Markle ainda não faz parte do cenário. Não sei bem qual poderá ser o fio condutor desta série, mas este episódio mostrou as pretensões de Camilla Parker Bowles em gerar um herdeiro. Bem, a senhora agora tem 73 anos, portanto na altura tinha 60 e muitos, mas essa nem é a parte logística mais improvável, mas sim o facto de um filho seu ter imensa gente à frente dele na linha de sucessão. E como é que se encurta essa linha? Homicídio premeditado. Dito assim, até parece ser engraçado, mas não!

O episódio não chega a ter 25 minutos, mas já estava seriamente entediada antes de ter chegado ao fim. Houve uma piada bastante boa lá para o meio, mas tudo o resto foi demasiado exagerado. Não estou muito familiarizada com a família real britânica (não com esta, pelo menos, porque os Tudor interessam-me bastante), mas aposto que Harry sabe ler, que William nunca limpou o chão de coisa nenhuma, muito menos uma sanita. Além disso, não se cansam de referir Kate como cigana. Não percebi! E não acredito como é que perderam a oportunidade de enterrar Harry naquele baile de máscaras. Sim, porque já aqui há muitos anos, não sei em que contexto, ele se mascarou e uma suástica fazia parte do seu disfarce. Algo que ficaria mal a qualquer pessoa, mas principalmente a um membro da Casa Real de um dos países que combateram a Alemanha nazi.

A única cara do elenco que reconheci foi Hugh Skinner, o Harry de Fleabag, que dá vida a William, aqui conhecido como Wills. O péssimo argumento, o absurdo e o exagero de todas as situações fazem com que todo o elenco pareça péssimo. Até acredito que possa ser essa a intenção, fazer uma sátira tão vincada que cai no ridículo, mas não será um tipo de humor que encaixa bem com a maior parte das pessoas.

Não há grande coisa de bom a dizer acerca deste episódio piloto de The Windsors, portanto talvez tivesse sido melhor ideia começar, finalmente, a ver The Crown.

Diana Sampaio

Publicidade

Populares

calendário estreias

Recomendamos