Ms. Marvel – 01×01 – Generation Why
| 14 Jun, 2022
8.5

Publicidade

Ms. Marvel teve a sua estreia na passada semana no Disney+ com Generation Why, o seu episódio piloto. Esta nova aposta da gigante Marvel vê o debut de Kamala Khan (interpretada pela estreante Iman Vellani), uma jovem de 16 anos de ascendência paquistanesa com uma obsessão pelos Vingadores – e, em especial, pela Captain Marvel.

Desde logo, Iman adota com naturalidade o seu papel de fangirl na série, proporcionando uma fonte de representação relatable a pessoas que, tal como eu, passam grande parte do seu tempo nas nuvens, a pensar sobre os seus personagens favoritos. Kamala canaliza esta sua devoção por super-heróis através da sua arte, criando desenhos, vídeos para o seu canal no YouTube e até mesmo cosplays dos seus personagens favoritos. 

Apesar do seu entusiasmo, é exatamente esta sua paixão que coloca Kamala em problemas, em especial com a sua família, um tanto mais reservada. Neste episódio piloto, a protagonista tenta persuadir os seus pais a permitir que vá à AvengerCon – uma convenção que, tal como o nome indica, é dedicada aos Vingadores –, de modo a poder participar numa competição de cosplay para a qual tem vindo a trabalhar com a ajuda de Bruno (Matt Lintz), o seu melhor amigo e génio de tecnologia. Com o tempo para terminar o seu cosplay a escassear, Kamala encontra, por entre os pertences da sua avó, uma misteriosa bracelete dourada que confere ao disfarce o cunho pessoal perfeito. No entanto, o seu sucesso em terminar o cosplay de nada lhe serve, uma vez que Muneeba (Zenobia Shroff) e Yusuf (Mohan Kapur), os seus pais, proíbem Kamala de ir à AvengerCon. Ainda assim, a protagonista não se deixa ficar e, num ato de típica rebeldia adolescente, esgueira-se de casa e vai à convenção – e o resto, bom… O resto é história.

Acho inegável que Ms. Marvel seja, em todos os sentidos, uma aposta vibrante para o Universo Cinematográfico da Marvel. Apesar da sua aura juvenil, repleta de momentos leves e relatable da vida de uma fangirl adolescente, complementados de forma brilhante pelos efeitos e grafismos usados na duração deste episódio, Ms. Marvel consegue também retratar os seus vários assuntos de carácter mais sério, como o trauma intergeracional vivido pelas suas personagens e a forma como o mesmo veio a afetar a sua relação. De facto, a interação entre Kamala e a sua família – e, em particular, a sua relação com Muneeba –, acaba por surgir como um grande selling point para a série, que retrata tanto os seus momentos mais amorosos como também as suas muitas desavenças. Por fim, também a sua cultura promete ser tópico de relevo e interesse para a série, sendo Kamala a primeira super-heroína muçulmana do MCU.

Em suma, Ms. Marvel apresenta-se como uma série que promete ir atrás do coração de qualquer um, com as suas personagens relatable e momentos enternecedores. Mostra-se capaz de criar instâncias de ação por entre situações completamente mundanas, sendo ainda provida de uma identidade muito própria – apesar de seguir os padrões de qualidade já associados às obras da Marvel. Como um todo, funciona como uma excelente hora de entretenimento que me fez desejar de imediato o próximo episódio.

Podes acompanhar Ms. Marvel através do Disney+, que disponibiliza um novo episódio a cada quarta-feira.

8.5
8
Interpretação
8
Argumento
9.5
Realização
8.5
Banda Sonora

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

9-1-1 fox life

Recomendamos