Classificação

8
Interpretação
8
Argumento
7.5
Realização
7.5
Banda Sonora

A nova série da Netflix que vos trago aqui hoje, Vincenzo, estreou no passado dia 9 de maio e conta-nos a história de um advogado da máfia italiana de ascendência coreana, sendo ele um herói sombrio (ou até mesmo um anti-herói) que fará de tudo para levar os seus projetos avante mesmo que para isso tenha que combater o mal com o mal. Após bastantes anos em Itália ele irá regressar à Coreia para seguir a sua vida (pelo menos por enquanto) e muitas coisas se vão passar por lá. Podemos contar no meio do enredo com atores como Yoo Jae Myung e Jeon Yeo-bin por exemplo.

Os primeiros 10 minutos de Vincenzo foram realmente bastante interessantes, confesso que fiquei cocado ao ecrã e com vontade de ver onde seria levado. Toda a cena em Itália, com os planos radicais, incêndios, mortes, e tudo o que se seguiu nestas primeiras cenas parecia preparar o cenário ideal para uma série de ação formidável, mas infelizmente (ou pelo menos para já) não foi bem assim.

A partir deste inicio começou a mudança. Deixou de ser uma série séria para passar a ser algo no meio. Vai existindo ao longo do episódio uma oscilação entre comédia (com momento demasiadamente ridículos mas que as séries coreanas já nos habituaram) e momentos mais sérios de verdadeira tensão e adrenalina. E todas estas mudanças fazem a série ser um pouco estranha, quebrando ao mesmo tempo a emoção da série. Penso que uma série deste tipo aguentava bem sem tantos momentos ridículos e fosse direita ao assunto.

Para além disso, todas estas mudanças de contexto também acabam por prolongar o episódio para uns 70 minutos, quando daria perfeitamente para ter um episódio de 50 minutos (ou até menos) com tanta ou mais qualidade e sem tanto nonsense. Mas ao mesmo tempo todas estas premissas malucas e o elenco de personagens (que está bastante bom) sugere que está pronto para nos divertir muito e para nos deixar sem saber o que esperar em cada cena. Será que vai dar para rir, ou para saltar de emoção, ou com adrenalina de toda a ação e com respiração ofegante?

Agora que acabei de escrever os parágrafos acima reparo que estou um pouco dividido (como possivelmente também vocês irão ficar). Não sei se a introdução de comédia aqui pelo meio do drama e da ação foi uma boa adição ou não. Mas vou deixar para vocês decidirem quando derem uma espreitadela.

Depois de todas estas voltas, no final do episódio volta a surpresa e ação em definitivo e com ela a vontade de avançar para o segundo episódio para poder descobrir do que é realmente capaz Vincenzo Cassano.

Decidi ver esta série que tem Song Joong-ki na pele de um mafioso porque parecia realmente diferente do habitual e ao mesmo tempo demasiado maluca (acho que não me enganei). Mas a história está apenas agora a tomar forma e por isso é difícil saber o que dizer sobre o que ela poderá ser. Para já fica a certeza de que vale a pena ver e descobrir mais sobre este mundo de Vincenzo.

Filipe Tavares