Seven Seconds – 01×01 – Pilot
| 24 Fev, 2018

Seven Seconds trata-se de um drama sobre um crime: um polícia caucasiano estava distraído a falar ao telefone quando atropela Brendon Butler,  um rapaz negro que estava a andar de bicicleta. A cidade de Jersey já estava a passar por um período em que a tensão racial estava elevada e a morte de um rapaz negro às mãos de um polícia branco poderia aumentar esta tensão. Assim, Peter, o responsável pelo atropelamento, pede a ajuda dos colegas e do seu chefe de departamento, Diangelo.

Juntos encobrem o atropelamento e encontram um sem-abrigo para ser o seu bode expiatório. O problema desta solução, além de ser em si outro crime e de não ser ético, é que ainda prejudica mais Brendon, sendo que em vez de receber a ajuda que precisava logo no momento do atropelamento, recebeu-a horas depois, pondo em causa a sua recuperação. Entretanto conhecemos Isaiah e Latrice, os pais de Brendon, que descobrem que o filho esteve envolvido num acidente sobre o qual ninguém lhes diz nada. Vão ter ao hospital apenas para descobrirem que o filho precisará da ajuda de um ventilador para se manter vivo, algo que poderia não ser necessário se tivesse recebido assistência mais cedo.

A outra dupla que constitui este episódio é Harper e Joe, que trabalham para a procuradoria. Harper é advogada e tem um grave problema com alcoolismo. No primeiro momento em que a conhecemos está alcoolizada num bar imediatamente antes de ir apresentar um caso no tribunal, sendo que se esquece do número do caso e sobre o que este trata. Desenvolve uma boa dinâmica com Joe, quando digo boa, não é que se dêem bem, mas sim que traz conteúdo a um piloto que “engonhou” demasiado. Joe é uma personagem engraçada e com bom humor. Uma das primeiras coisas que diz a Harper é para esta não se esquecer de pastilhas para o hálito por causa do cheiro a álcool.

Juntos vão informar a família Butler, que fica revoltada ao saber que a pena máxima para este tipo de crime é cinco anos, algo que poderá nem acontecer, uma vez que Harper faltou à apresentação do caso para ir ao local do crime, onde vemos um troço de neve encharcado com sangue do acidente. Harper tenta desligar-se dos seus clientes, mas ao ter ido ver Brendon ao quarto cria uma ligação com ele e não deixa de ter as suas suspeitas que o acidente não está bem esclarecido. Por sua vez, Peter, mais calmo, decide entregar-se e contar a verdade, sendo impedido por Diangelo.

Para um primeiro episódio esperava mais, a história tem algo de interessante mas este episódio apenas roça a superfície disso. As personagens não são más, também não são cativantes, mas isso é normal, no ponto em que às vezes precisam de mais tempo para deixar bem construída a sua personalidade. Infelizmente para mim esta aventura fica pelo primeiro episódio, não foi o suficiente para me convencer. O que acharam? Vão continuar a ver?

Raul Araújo

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos