Classificação

9
Interpretação
8.5
Argumento
9.5
Realização
8.5
Banda sonora

Contém Spoilers!

Twin Peaks regressou cerca de 25 anos depois e partindo de alguém que nunca tinha visto a série original tratou-se de um episódio bastante estranho, cheio de acontecimentos que parecem independentes, mas deliciosamente cativante, desde as maravilhosas paisagens criadas, como as personagens quase todas fora do normal.

O episódio começa com uma das duas pequenas aparições do detetive Cooper. Primeiro recebe uma misteriosa mensagem a fazer a ponte entre o fim da temporada anterior e o começo desta e, de seguida, tem uma conversa quase unilateral com um ser peculiar, minimamente humano, mas com uma dicção estranha e lenta.

De seguida surge o primeiro mistério deste episódio, Tracey é uma mulher atraente que está interessada em entrar na sala secreta e proibida que o homem por quem está apaixonada está encarregado de guardar. Assim leva-lhe cafés, mas é impedida pela presença de um guarda. No entanto, no dia seguinte o guarda não está presente e assim entram. A sua tarefa era observar uma caixa de vidro à espera que acontecesse algo e algo aconteceu quando estavam a fazer sexo. Aparece uma figura branca, que se move a uma grande velocidade e acaba por os assassinar de um modo brutal.

Outro ponto sem aparente relação é quando um homem misterioso, conhecido por Mr. C, vai a casa de Otis para ir buscar dois companheiros e seguir com um objecivo desconhecido. Pouco tempo depois disto, Marjorie Green descobre um estranho cheiro no apartamento da vizinha Ruth e, após algumas dificuldades da polícia, acabam por conseguir entrar e descobrir um cadáver bastante deformado e decapitado. Rapidamente é descoberto um suspeito, Bill Hastings, que tinha deixado diversas impressões digitais no seu apartamento. No entanto, este, quando está a ser interrogado, conta a história da sua presença dos dias anteriores e parece uma mentira atrás da outra, dizendo que nunca foi a tal apartamento.

O último mistério apresentado é quando o chefe da polícia, Tommy Hawk, recebe uma mensagem que indica que alguma coisa referente ao desaparecido detetive Cooper está a faltar. Possivelmente será o que irá dar azo à sua aparição na série.

Nunca tinha visto Twin Peaks, apesar de ter ouvido falar muito bem. Despoletava-me curiosidade, mas o facto de ser tão antiga deixava-me com algum receio, pensando que poderia ser um hit na altura em que surgiu, mas num mundo repleto de séries, como hoje em dia, já não ser nada do outro mundo. Decidi ver esta nova estreia e por muitos e diversos motivos acaba por aguçar ainda mais a curiosidade. Vou apenas referir três das coisas que mais gostei neste episódio, e que me irão levar não só a continuar esta série, como a ver as primeiras duas temporadas: primeiro, a mítica e icónica intro. Mesmo não tendo visto a série já conhecia a música e a intro. De seguida, as maravilhosas paisagens criadas e, por fim, a estranheza das personagens e da história. O desconhecido atrai sempre!

Fãs de Twin Peaks de longa data e recém adquiridos, o que acharam? Se ainda não viste, a série estreia em Portugal, este domingo à noite, no TVSéries|Home Of HBO.

Raul Araújo