Vikings – 04×11 – The Outsider
| 03 Dez, 2016

Vikings está de regresso para a segunda metade da 4.ª temporada. No último episódio já tínhamos avançado vários anos desde a batalha de Paris, anos durante os quais Ragnar esteve desaparecido.

Pois bem, Ragnar está agora de regresso a Kattegat e de partida para Wessex, em busca de se vingar dos actos do Rei Ecbert. Os bons anos de Ragnar parecem ter chegado ao fim; mesmo antes do salto temporal já assistíamos a um declínio. Neste cenário a questão que se levanta é perceber quem, dos seus herdeiros, tem a fibra para ser o próximo rei viking. Bjorn já era um homem feito e a ele juntam-se agora os irmãos, já adultos: Ubbe, Hvitserk, Sigurd e Ivar. Aparentemente Ivar parte em clara desvantagem física, dada a sua condição, mas parece ser o único que herdou o lado cerebral de Ragnar. Ubbe e Hvitserk, não tendo ainda a forca bruta de Bjorn, parece que caminham nessa direção, já Sigurd e Ivar são exímios na pontaria com arco ou com o machado.

Bjorn está sedento de conquista; como o jovem Ragnar estava várias temporadas atrás, quer conquistar o mundo e tem Floki a construir o melhor barco que alguma vez concebeu para tornar esse desejo real. No entanto, o Profeta não tem boas notícias para Bjorn, aconselhando-o a partir porque o regresso de Ragnar, que trará inúmeras calamidades para o povo de Kattegat, será a sua desgraça. Bjorn tem Hvitserk e Floki como aliados para a sua jornada. Já Ubbe e Sigurd planeiam manter-se em Kattegat para protegerem a sua mãe, sobrando apenas Ivar disposto a acompanhar o pai rumo a terras inglesas.

Há uma nova escrava em Kattegat, Margrethe, e poderá ser um elemento de discórdia entre os irmãos. Poderá também vir a ser a mãe de um futuro herdeiro em breve, pois todos os quatro irmãos mais novos a utilizam a seu bel- prazer, sem que esta pareça descontente com a situação. Talvez tenha aqui algum propósito oculto, talvez anteveja um futuro no comando, se apostar no irmão correto. O encontro sexual com Ivar é arranjado pelos irmãos mais velhos para que perca a virgindade, mas não corre bem, dada a sua incapacidade, e Ivar decide terminar com a vida de Margrethe para que ninguém conteste a sua virilidade, mas Margrethe, mostrando algum jeito com as palavras, convence Ivar a poupá-la.

Neste episódio assistimos à redenção de Floki, quando Ragnar, duvidando que se voltassem a ver, consuma o seu perdão com a declaração de amor a Floki, para quem essa declaração foi a maior das bênçãos, não fosse ele o maior admirador de Ragnar desde sempre.

Lagertha tem uma nova companheira, Astrid, que parece ser uma grande guerreira à sua imagem, mas o sentimento entre esta e Ragnar mantém-se como sempre, afinal de contas foram a pessoa mais importante na vida um do outro. No entanto, a incerteza de Lagertha quanto a essa relação leva-a a não acompanhar Ragnar na sua próxima demanda.

No final do episódio temos a derradeira prova do declínio de Ragnar. O outrora poderoso rei tenta suicidar-se, mas a corda com a qual se tentava enforcar é ruída por corvos. Para os Deuses, a sua hora ainda não chegou.

Apesar de algo lento, foi um bom regresso da série, permitiu conhecermos melhor os quatro irmãos, agora na fase adulta, e antevermos o que se poderá seguir. Os fãs de Vikings já sabem que inícios mornos costumam significar escaladas de tensão crescente rumo às grandes batalhas, desenvolvimentos inesperados e acontecimentos marcantes e podemos com certeza contar com isso.

André Borrego

Publicidade

Populares

sas rogue heroes poster

calendário estreias

freeridge poster

Recomendamos