Penny Dreadful – 02×10 – And They Were Enemies (Season Finale)
| 08 Jul, 2015

Publicidade

2x10 – And They Were Enemies

2×10 – And They Were Enemies

Contém SPOILERS!

E assim chegou o season finale de uma das melhores séries da atualidade. Com um elenco de luxo, um dos melhores de sempre, um guião brilhante, cenários fantásticos e uma banda sonora fora de série, Penny Dreadful habituou-nos apenas a um aspeto: ao melhor. Os episódios da nossa série não são para qualquer um e, por tal, é possível que Penny Dreadful tenha passado ao lado da preferência dos portugueses, o que faz desta review a última de sempre. Mesmo sabendo que não voltarei a escrever sobre esta série, acompanhá-la ei enquanto ela durar, já que John Logan tem feito um extraordinário trabalho no desenvolvimento das personagens míticas da literatura do terror clássico.

Terminamos o episódio passado muito próximos do clímax, com todas as personagens encarceradas/dominadas pelas bruxas. Começarei por Vanessa… Eva Green é, de facto, fantástica, a atriz merece Emmys até à eternidade! Ora bem, Vanessa é levada por Evelyn para a cave onde estão todos os bonecos de vudu da coleção das bruxas. É aí que Lucifer, com recurso ao boneco que retrata Vanessa, tenta convencê-la a ceder ao propósito para que nasceu: ser a sua esposa. Só que se dá a grande mudança na mentalidade de Vanessa: enquanto antes ela fugia do seu destino como noiva de Lucifer, aka Amonet ou Little Scorpion, agora ela abraça o seu destino com uma condição, não cede a sua alma a ninguém. Sendo assim, aceitando em plenitude a sua predestinação, Vanessa revela o quão poderosa é, conseguindo mesmo derrotar o próprio Lucifer. Evelyn ainda a tenta matar, já que está a perder a sua juventude, fruto dos poderes que Lucifer lhe concedeu, mas Hecate permite a entrada do Lupus Dei, que já matou Sembene, marcando assim a morte da bruxa-mor. No entanto, quando Ethan se aproxima de Vanessa, não a consegue magoar, evidenciando assim a veracidade da história traduzida por Lyle dos artefactos com Verbis Diablo.

Sem Evelyn a comandar, as alucinações de Sir Malcolm e Victor terminam momentos antes de ambos cometerem suicídio. Isto porque ambos estavam a receber a visita da família a pedir que ambos se juntassem a eles na eternidade.

As bruxas são facilmente mortas e o grupo sai ileso. As feridas físicas são facilmente tratadas, mas os efeitos psicológicos da morte de Sembene e das visões provocadas por Evelyn, são mais difíceis de tratar. Sir Malcolm parte com o corpo de Sembene para África, local de onde nunca o deveria ter retirado. Assim nos despedimos da personagem que mais evoluiu esta temporada!

Por seu lado, e apesar de Vanessa o aceitar tal e qual como ele é, Ethan entrega-se à mercê do inspetor Rusk que, para sua surpresa, o deporta para os EUA. Ethan tinha na mão a única oportunidade que a vida lhe deu para ser feliz, mas a sua consciência não lhe permitiu agarrar tal felicidade.

Já Victor, quando chega a casa, apercebe-se que Lily não está. Ciumento e desesperado, vai buscá-la ao palacete de Dorian, onde ambos, vestidos de branco, danças no faustoso salão. Quando Brona, provocadora, assume a sua posição de predadora e revela que sempre se lembrou de tudo, Victor descontrola-se e dispara contra ambos, ficando em choque pois nenhum dos dois morre. Assim que ele sai, o duo continua a dançar com as roupas manchadas de vermelho. Brona e Dorian terão muito para dar na próxima temporada, a ver vamos o que Logan nos reservou para estes dois. Victor, em casa, mergulha completamente na sua adição.

Por seu lado, John está prisioneiro dos Putneys, já que estes querem que ele seja o pai do circo dos horrores que pretendem montar na cave. Perdendo a cabeça e libertando o monstro que tem em si, rebenta com as pesadas grades e mata os seus carcereiros, tendo piedade da sonsa Lavinia. Foge para o esconderijo onde Sir Malcolm financia a alimentação para as vítimas de cólera e é lá que reencontra Vanessa. Eis que esta o beija e revela que ele é o melhor ser humano que encontrou até hoje!

Já em casa, Vanessa está sozinha e abdica da sua fé em Deus, no entanto, foi um dos momentos em que ele revelou mais segurança em toda a série. Após assumir os seus poderes, dificilmente encontrará alguém que a possa amedrontar.

O episódio terminou com o afastamento da equipa, em que os seus membros viajam para os mais variados cantos do mundo e com o desenvolvimento de novos potenciais vilões: Hecate e o duo Brona-Dorian. Com as cenas finais, John Logan deixou tudo em aberto para a nova temporada que deverá chegar em maio de 2016.

Resta-me apenas mencionar o quão especial esteve o guião e a banda sonora do episódio! Foi algo divinal! Penny Dreadful terminou como sempre esteve: em grande!

Nota: 9.7/10

Rui André Pereira

Publicidade

Populares

estreias calendário séries março 2024

9-1-1 fox life

Recomendamos