Defiance – 02×12/02×13 – All Things Must Pass/I Almost Prayed (Season Finale)
| 03 Set, 2014

Com cerca de uma 1h e 20 minutos, foi-nos entregue o episódio duplo do season finale de Defiance. Tivemos um desenlace razoável das problemáticas que nos foram apresentadas ao longo desta fantástica segunda temporada. Embora não me tenha deliciado com as resoluções atingidas, confesso que prefiro esta temporada à anterior.

*** A partir deste momento existem spoilers ***

Nolan encetou uma jornada contra o tempo de forma a salvar Tommy. Embora ainda lhe tenha cauterizado a ferida para estancar a hemorragia, não conseguiu salvar o namorado da filha. Assim que chega à entrada de Defiance (Stasis net), Berlin vê o seu ex-namorado morto e fica desesperada.

Como seria de prever, Stahma e Datak não resistem e mantêm encontros sexuais às escondidas. Mas sabemos que seria uma reconciliação complicada! Por isso mesmo, Datak usa o veneno que a esposa utilizou em Kenya e elimina os seus ex-funcionários/opositores. Já tem o caminho livre para voltar casa e para os negócios. Porém, tem a oposição vincada de Alak e Christie.

Pottinger e Amanda estão cada vez mais próximos… ele até cozinha para ela! Mas a verdadeira surpresa vem a seguir: ele manteve em cativeiro Datak e Stahma e entrega-os à justiça de Amanda. Embora ela queira vingar a sua irmã, não os consegue matar e estes saem em liberdade. Pois é… o romantismo de uma vingança sob a forma de um duplo homicídio como prova de amor não surtiu o efeito que Pottinger esperava.

Com o cérebro científico de Yewll e as visões dela graças ao ego que implantou em si própria, conseguimos perceber um pouco mais da Kaziri. Sem alimentos, ela não tem outra hipótese: tem de sair do seu esconderijo! É no caminho de saída que ela descobre a Kaziri e o seu plano de terraformar o planeta. Não podemos esquecer que foi essa a missão com que a nave saiu do sistema Votan há uns milhares de anos atrás. Todavia, assim que chegou à orbita da terra, os antepassados de Irisa e Cai roubaram as chaves da inteligência artificial da nave de forma a evitar a extinção da humanidade. Mesmo sabendo que sofre grandes riscos de ser presa e executada (ou apenas voltar à prisão Riverie), a altruísta (será mesmo?) Yewll volta a Defiance com um plano de salvação da Terra.

Nota: 8/10

2×13 – I Almost Prayed (Season Finale)

02×13 – I Almost Prayed (Season Finale)

Apercebendo-se que Cai será a única forma de salvar Irisa e a Terra, Nolan começa uma nova corrida contra o tempo. Mas Amanda decide apoiar o plano de Yewll junto do Viceroy Mercado em detrimento do de Nolan. Assim, Nolan e Cai vão presos e Yewll volta ao seu laboratório para preparar a morte de Irisa e, consequentemente, a aniquilação da Kaziri. Mas Nolan consegue fugir e impedir que a atiradora Amanda (sim, parece que ela tem experiência como atiradora furtiva) mate a sua filha.

Irisa a controlar a terraformação é algo de fantástico. Ela cria uma réplica da Terra e das naves abandonadas que a rodeiam (e que esporadicamente criam a chuva razor). Ela ativa-as com um sopro ou um toque e o processo começa! As naves lançam suportes de terra-esferas que se espalham pelo planeta: Nova Iorque foi terraformada em segundos! Que cena fenomenal!

Com as chaves separadas (uma delas volta a Cai), o trio põe em prática a desativação da Kaziri. Embora a nave ainda se materialize como Irzu para impedir Irisa, e tenha utilizado também a imagem de Tommy, a jovem consegue superar e anular a capacidade da máquina. Nós últimos segundos, Cai consegue direcionar as terra-esferas para o espaço, impedindo-as de terraformar Defiance. Esta ação provocou a destruição de todo o lixo espacial! Assim provavelmente terminaram as chuvas razor, o que ainda provocou uma aurora boreal fantástica! Embora Cai tenha conseguido fugir, Irisa e Nolan estão inconscientes num dos casulos da destruída Kaziri.

Já Pilar e Quentin conseguiram raptar Christie e Alak, levando-os para longe de Defiance! Quem vai em seu encalço é o trio Rafe-Stahma-Datak.

Amanda cede a Pottinger e têm a sua primeira noite de amor.

Por aqui terminou a segunda temporada de Defiance! Mais uma vez confirmo a minha admiração pela evolução positiva da série. Esta temporada praticamente não teve fillers e aproveitou personagens secundárias que trouxeram uma lufada de ar fresco ao enredo (estou a referir a família Tarr).

Pela lógica, existem fortes possibilidades de renovação desta série. Prevejo então algumas mudanças de cenário: uma participação mais ativa do Coletivo Votanis; o aprofundamento do enredo em torno da misteriosa Pilar; e o nascimento do filho de Christie trará as crianças interespécies. Gostaria ainda de ver os Tarr como personagens centrais da trama. Por outro lado, a relação de Amanda e Pottinger não parece útil para um enredo pós-apocalíptico. Por último, as personagens Irisa e Nolan estão já desgastadas, pelo que não farão grande falta.

Embora eu continue a acompanhar a série (caso a renovação aconteça), as reviews ficam por aqui. Como se trata de uma série pouco conhecida em Portugal, o número de visitas às reviews foi inferior ao habitual. Agradeço a todos os que foram acompanhando as minhas análises, encontramo-nos algures noutra série!

Nota do episódio: 8.5/10

Nota da temporada: 7.7/10

Rui André Pereira

Publicidade

Populares

she hulk poster

Recomendamos