As apostas em séries baseadas em personagens de bandas desenhadas tem sido viral no último par de anos, e a tendência deve ser para assim continuar.
AQUI tinhamos anunciado que a Netflix, em parceria com a Marvel, iria produzir 4 séries de superheróis, entre as quais uma sobre Jessica Jones, personagem criada por Brian Michael Bendis e pelo artista Michael Gaydos, uma superheroína reformada que, depois de deixar o fato no armário devido a stress pós-traumático, abre a sua própria empresa, Alias Private Investigations, onde ajuda outras pessoas e assiste outros superheróis.

Untitled-1
A Marvel tem estado a juntar uma forte lista de candidatas ao papel de Jessica Jones, entre os quais constam os nomes de Krysten Ritter (Appartment 23), Alexandra Daddario (True Detective, Percy Jackson), Teresa Palmer (I am Number Four) e Jessica De Gouw (Dracula). Diz-se também que a protagonista da recentemente cancelada The Divide, Marin Ireland, foi adicionada à lista de actrizes na mira do papel principal.

MV5BMTQ1NDc0NjM4MF5BMl5BanBnXkFtZTgwODUyNzcwMDE@._V1_SY317_CR12,0,214,317_AL_Outra das séries que esta colaboração Netflix/Marvel nos trará é sobre Luke Cage,  o Powerman. A juntar-se a Lance Gross (Crisis) e Mike Colter (The Good Wife, The Following), o mais recente nome adicionado aos possíveis candidatos ao papel de Luke Cage é o de Cleo Anthony (Divergent).

O personagem de Cage deverá entrar em 6 ou 7 episódios da série Jessica Jones, partindo depois para a sua própria série, a 4ª do pacote Netflix/Marvel (sendo que a primeira a estrear será a de Daredevil, com Charlie Cox no papel principal. Depois seguir-se-á Jessica Jones, Iron Fist e por fim Luke Cage).
Os personagens das 4 séries irão juntar-se numa posterior mini-série que encerrará o enredo.