A RTP2 vai estrear Les Sauvages, uma minissérie dramática francesa no próximo dia 24 de novembro, quarta-feira, às 22h, prometendo explorar o universo da política à escala nacional.

O projeto composto por seis episódios foi lançado, originalmente, em setembro de 2019 e é protagonizado pelo ator Roschdy Zem, encarregue de vestir a pele de um político fictício. No pequeno ecrã, a sua personagem está prestes a tornar-se na primeira pessoa de ascendência argelina a vencer as eleições presidenciais da França. Contudo, a campanha eleitoral que organizou acaba por ser perturbada por membros da sua família e questões raciais, depois de ser alvo de uma tentativa de assassinato.

Na noite eleitoral, Idder Chaouch (Zem) é baleado e o principal suspeito é o noivo da sua filha, Jasmine (Souheila Yacoub). Na sequência destes acontecimentos, o primo do noivo, Fouad (Dali Benssalah) – conhecido pela sua carreira como ator e a estrela de uma série de sucesso -, vê o seu mundo desmoronar-se. Ainda assim, contando com o apoio de Marion (Marina Foïs), a chefe de segurança do presidente, este decide investigar a sua própria família para entender as razões do primo. Na verdade, Fouad está convencido que o seu irmão Nazir (Sofiane Zermani) é quem está deveras por trás do atentado.

Destinada a agitar os serões dos dias de semana, esta saga familiar desenrola-se no contexto de uma tensa investigação que reflete sobre a identidade multicultural da França dos tempos modernos. Afinal de contas, se por um lado Idder Chaouch é sinónimo de esperança, progresso e apoio popular, por outro é também a vítima de um evento trágico no coração de Paris.

Les Sauvages foi realizada por Rebecca Zlotowski (Une fille facile), uma das criadoras juntamente com Sabri Louatah, autora dos vários livros que inspiraram o formato televisivo.