Westworld – 04×01 – The Auguries
| 28 Jun, 2022
7.5

Mais de dois anos depois, com uma pandemia pelo meio e toda uma nova forma de ver o mundo, regressamos a Westworld para a sua 4.ª temporada. Se a 1.ª temporada foi uma extraordinária surpresa na altura em que estreou, certo é dizer que as outras duas temporadas não se mostraram ao nível do que tinha sido estabelecido antes. Principalmente a 3.ª temporada deixou muito a desejar ao ponto de muitos fãs, incluindo eu, terem perdido o entusiasmo que tinham. Deu a ideia que a série se perdeu na natureza da sua própria realidade. Tentou ser muita coisa ao mesmo tempo e isso quase nunca resulta. Este regresso para uma 4.ª temporada traz um episódio bom. Nada de excelente, mas algo mais próximo do que é a natureza da série. Pelo menos dá para querer voltar a dar uma oportunidade a Lisa Joy e Jonathan Nolan, que já provaram várias vezes que são capazes de nos darem bom conteúdo.

Uma das melhores coisas deste episódio é que não se entende nada do que está a acontecer. Parece estranho, mas essa é a magia de Westworld. A série sempre teve nessa incerteza a sua grande virtude. As teorias e as ideias malucas sempre foram para mim a melhor parte de ver a série. Ao contrário do que aconteceu na temporada passada, onde tudo pareceu muito plástico e até preguiçoso, de certa maneira, neste primeiro episódio temos um pouco mais de estrutura. Nada grandioso, mas nada comparado com a temporada passada.

O que acontece neste episódio é muito estranho, mas ao mesmo tempo dá-nos para tentar perceber algumas coisas. Sabemos que se passaram sete anos após a última temporada onde o Rehoboam foi destruído e agora, aparentemente, as pessoas vivem livres de terem as suas decisões tomadas por uma máquina. Aparentemente, porque em Westworld nunca se sabe bem o que é verdade ou o que é uma simulação! Sabemos, sim, que Dolores, que perdeu todo o seu conhecimento no final da temporada passada, é agora Christina, uma argumentista que trabalha para uma empresa de vídeojogos (cujo logo muito se parece com o da Delos). Sabemos que, algures, Charlotte/Dolores ainda está a tentar conquistar o mundo para as máquinas. Para isso, ela usa William, agora um anfitrião, para comprar uma empresa de armazenamento de dados onde está algo que ele alega ter sido roubado oito anos antes, muito possivelmente sendo os dados do Sublime, o pós-vida dos anfitriões. Sabemos também que Charlotte mandou anfitriões atrás de Dolores/Christina, Maeve e Caleb e que, de alguma forma, Teddy está de volta!

Existem muitas questões sem resposta ainda. Vou tentar falar de algumas teorias e ideias que podem fazer sentido dado este primeiro episódio. Uma delas passa por todo o mundo de Christina ser um parque. Uma espécie de parque virtual. Existem diálogos e algumas cenas que são gravadas como referência à 1.ª temporada que podem indicar isso. Outro aspeto é o de um personagem perseguir Christina a dizer que ela controla e decidiu o que acontecia na vida dele. Talvez isso aponte para que Christina seja uma argumentista deste novo parque, mas que não saiba disso. Outro aspeto interessante é que talvez estejamos a ver diferentes timelines, sendo a de Caleb e Maeve uma e a de Christina outra. Claro que é algo que em Westworld vamos sempre questionar. Quanto a Teddy, acredito que ele possa ser uma das pedras de Dolores e que venha a assumir o corpo de Christina, voltando assim a ter Dolores contra Dolores. Isto porque Teddy supostamente está no mundo onde os anfitriões são livres, o mundo Sublime, como vimos na 2.ª temporada.

Ainda é cedo para dizer grande coisa sobre estas teorias. O episódio foi bom e confesso que já gostei mais deste ambiente – tenhamos de volta os parques ou não – do que do da 3.ª temporada. A ideia de ver uma Dolores do bem contra uma do mal pode ser interessante, mas certamente que temos muitas coisas ainda por serem explicadas. Bernard, por exemplo, nem foi referenciado neste episódio e sabemos que ele vai ser importante. Espero voltar a ter diferentes linhas do tempo. Acho o conceito interessante e, se for bem planeado, pode ser o regresso aos bons tempos da série.

Deixa as tuas teorias, mas, para terminar, tenho mesmo de mencionar a brilhante banda sonora com o instrumental da música Video Games, de Lana Del Rey. Foi um belo momento para terminar o episódio. De referir também que todos os episódios, assim como as temporadas anteriores, estão disponíveis na HBO Max em Portugal.

Westworld - 04x01 - The Auguries
7.5
7.5
Interpretação
7
Argumento
8
Realização
7.5
Banda Sonora

Publicidade

Populares

a league of their own

Recomendamos