Trinkets – Review da 2.ª Temporada
| 30 Ago, 2020

Temporada: 2

Episódios: 10

[Contém spoilers.]

Trinkets centra-se em Tabitha, Elodie e Moe (interpretadas por Quintessa SwindellBrianna Hildebrand e Kiana Madeira), três adolescentes de círculos sociais diferentes que formam uma amizade improvável devido ao gosto que partilham por roubar.

Como os episódios nunca excedem os 30 minutos foi a série perfeita para uma maratona, comecei no primeiro episódio da 1.ª temporada e terminei hoje no último da 2.ª que coincide também com o final da série. Para ser sincera, não acho que seja uma série super bem escrita e elaborada, nem penso que apele muito às emoções. Também não faz um trabalho excecional a conectar-nos com as personagens ou com as relações que elas estabelecem entre si. No entanto, há uma exceção. Essa exceção é o que me fez continuar entusiasmada para ver cada episódio: a amizade das três protagonistas.

No final da 1.ª temporada/início da 2.ª temporada estava apreensiva com a mudança de Elodie e não sabia o quão bem resultaria as amigas estarem afastadas. Claro está que não se mantiveram assim durante muito tempo. Este foi também um dos momentos mais previsíveis da temporada e isto é sem dúvida um padrão que a série segue – a previsibilidade. Sendo esta a temporada final, seguiu a mesma lógica da 1.ª e não surpreendeu a nível de enredo e desfecho.

A particularidade com Trinkets é que eu não me consigo chatear ou aborrecer por ser tão superficial e previsível, simplesmente porque quando assisti estava num mood específico em que queria ver algo leve e bonito. E Trinkets é exatamente isso.

Onde considero que a série brilha e continuou a brilhar durante a 2.ª temporada é, sem dúvida, na sua banda sonora, maioritariamente constituída por covers espetaculares e não muito conhecidos, que encaixam na perfeição em cada cena. Aliado a este fator temos uma cinematografia artística (parecida ao estilo de Euphoria, mas sem lhe chegar aos calcanhares), ainda que tenha achado que tiveram mais “cuidado” com este aspeto na temporada anterior.

Trinkets terminou, assim, com 20 episódios e conseguiu manter o nível de qualidade a que habituou os fãs, fechando todas as histórias principais e secundárias e deixando um sentimento de querer ver um pouco mais da vida destas três adolescentes.

Melhor Episódio:

Episódio 10 – We Belong – Sendo o último episódio da série permitiu fechar todas as pontas soltas e ver finalmente o grande desfecho da série em relação aos dois tópicos mais relevantes: o shoplifting e as relações abusivas. Embora cliché, não deixa de ser agradável ver as nossas protagonistas felizes ao som de We Belong, é um cliché que funciona (ou pelo menos comigo funcionou).

Personagem de Destaque:

Elodie (Brianna Hildebrand) – Que fique claro que a minha personagem favorita da série é Moe, mas tenho de tirar o chapéu a Elodie nesta temporada, pois foi a personagem que mais evoluiu e cujas emoções mais foram exploradas. A atriz fez um excelente trabalho com o papel e também teve uns momentos musicais bem fofos.

Ana Leandro

Publicidade

Populares

minx sugestão

obi-wan kenobi

Recomendamos