The OA – 01×01 – Homecoming
| 19 Dez, 2016

The OA é a nova aposta da Netflix e conta a história de uma mulher, Prairie Johnson, que regressa à comunidade onde cresceu após ter estado sete anos desaparecida, regresso esse que veio acompanhado de mais uma surpresa. Prairie agora consegue ver novamente, sendo que antes do desaparecimento era cega.

A primeira metade do episódio retrata a difícil adaptação de Prairie (ou OA, como ela prefere chamar-se), que é tratada de maneira diferente. Uns veem-na como se fosse produto de um milagre, outros como se representasse algum perigo. Porém, não lhe é dada quase liberdade nenhuma pelos pais adoptivos, nomeadamente com o acesso à internet a ser-lhe restrito. OA precisa de internet desesperadamente para procurar Homer, alguém que ela parece amar, mas já não tem a certeza da sua existência. Para conseguir o tal acesso, OA recorre a uma casa abandonada frequentada por jovens delinquentes do liceu local. No entanto, Steve fica irritado por ser interrompido num negócio e manda o seu cão atacá-la. E assim se forjou uma boa amizade, OA acalma o cão e acaba por entrar novamente em contacto com Steve, com uma proposta. Ele arranjaria cinco pessoas para irem ter com ela, dar-lhe-ia acesso à internet e ela livrava-o de ser expulso da escola por ter agredido o rapaz do coro, de quem a rapariga que ele queria gostava. OA disfarça-se como se fosse a nova madrasta dele e convence a professora a levar a cabo um desafio: não é difícil ensinar os bons alunos, mas sim conseguir ensinar e cativar alunos com problemas como o Steve. Esta, inspirada, aceita não o expulsar, porém mais tarde este estratagema foi descoberto pelos pais de Steve, que quiseram cortar o contacto entre os dois.

Quando parece que OA não irá conseguir arranjar as cinco pessoas de que necessita aparecem os dois jovens que assistiram ao ataque do cão, um outro com quem ela tinha falado na casa abandonada, a professora de Steve e o próprio. Assim começa uma nova aventura; à luz das velas, OA começa a contar a sua história, de como nasceu na Rússia e um dia o seu autocarro escolar teve um acidente e foi parar ao rio. Neste acidente não houve sobreviventes, nem mesmo ela, que faleceu, e passou para outra dimensão, onde lhe perguntaram se queria voltar. Ao responder que sim, a pessoa, ou criatura, que estava com ela retirou-lhe a visão para que ela não tivesse de assistir às coisas horrendas que viriam.

E assim, com muitas dúvidas acaba o primeiro episódio de The OA. Foi um episódio excelente, que me relembra um pouco Stranger Things, mas com um estilo diferente. Mais do que a interpretação ou tudo o resto que faz com que este episódio tenha corrido bem, tenho que destacar o argumento excelente que parece vir a desenrolar-se. E assim, enquanto acabo de escrever estas palavras, vou descobrir algumas respostas e, provavelmente, muito mais perguntas, pois irei iniciar de seguida o segundo episódio!

Raul Araújo

 

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos