Classificação

7.5
Interpretação
7.8
Argumento
7.5
Realização
8
Banda Sonora

Em “A Legion of Horribles”, Bruce Wayne, Lucious Fox e James Gordon metem-se em grandes sarilhos ao tentar resgatar Selina Kyle em Indian Hill, o estabelecimento hospitalar/casa de horrores que Hugo Strange escondeu por baixo de Arkham Asylum.

O season finale da segunda temporada de Gotham aproxima-se, assim como as várias surpresas e reviravoltas que irão tornar o último episódio num incrível espetáculo de vilões, heróis e muito drama!

O episódio retoma a última cena de Unleashed, quando Selina dá de caras com Firefly, a deusa do fogo ou – como era conhecida na sua vida passada – Bridgit. Esta tenta escapar da ex-amiga, mas acaba por a ‘nocautear’. Quando a vilã acorda, Selina convence-a então de que é a sua servente e que precisam de fugir de Arkham.

Hugo Strange, tendo ignorado as consequências das suas experiências com corpos sem vida, continua a reanimar e a presentear poderes estranhos a pessoas mortas. É aí que chega a primeira surpresa do episódio: Fish Mooney foi reanimada e está de volta, agora com a habilidade de hipnotizar pessoas apenas com o toque. A menos que o regresso de Fish Mooney não seja apenas uma participação especial de dois episódios, mal posso esperar para ver o que irá ela fazer com os poderes quando (inevitavelmente) conseguir fugir de Indian Hill, bem como o eventual reencontro entre Penguin e Fish Mooney.

Enquanto uns tentam fugir do hospital, outros tentam entrar: Bruce, Gordon e Lucious Fox planeiam salvar Selina, expor Strange e as suas experiências macabras, mas o plano corre mal quando Strange os apanha em flagrante. Eis que chegam mais surpresas: um dos corpos ressuscitados de Strange (que supostamente deveria ser Clayface) é transformado no Gordon. Isto deve significar que Gordon irá ficar preso em Arkham durante a finale, enquanto Clayface finge ser ele quando for resgatado por Bullock e a sua equipa da GCPD.

Em suma, “Legion of Horribles” não foi um episódio terrível e até me surprendeu nalguns momentos. A melhor parte foi a primeira participação da Corte de Corujas (Court of Owls). Quem já leu as BD’s onde esta misteriosa sociedade criminosa aparece, conhece a história e o impacto que teve na cidade de Gotham e na família do Batman. Vou cruzar os dedos para que eles apareçam na próxima temporada e que tenham um papel mais proeminente que um simples telefonema.

Cátia Neto