Pretty Little Liars – 06×09 – Last Dance
| 06 Ago, 2015

Publicidade

Chegámos ao tão aguardado Baile de Finalistas, mas as notícias não são animadoras: Spencer, Aria, Emily, Alison e Hanna estão excluídas do baile para sua segurança (e das outras pessoas). Depois do que aconteceu na exposição fotográfica, não é algo que nos surpreenda. Um golpe duro para as personagens americanas, que tanto amor têm ao Baile de Finalistas. Mas as liars não são peritas em seguir as regras, pois não? Mona também fica de fora, mas do episódio.

Apenas um pequeno apontamento sobre os figurinos, mais concretamente, os vestidos do Baile: os vestidos de Emily e Spencer parecem ter sido trocados. Spencer combinaria melhor com o vestido que Emily usou e vice-versa. Ainda assim, são ambos muito bonitos, e o mesmo se aplica aos vestidos de Aria (figurinos que raramente me agradam), bem como o de Alison e de Hanna (se bem que aquelas botas não seriam as mais apropriadas). A maquilhagem está perfeita, como é apanágio.

Toby foi suspenso depois de ter ajudado a namorada e as amigas sem o conhecimento/consentimento da polícia. Spencer, sente-se culpada e quer tentar remediar a situação. Não conseguindo, direcciona a sua atenção para outro problema. Spencer já foi a minha personagem preferida. Ainda nutro simpatia por ela, e este momento é um daqueles momentos que conferem humanidade às personagens, e nos faz gostar delas. Quem sabe, até, fazer delas o nosso role model, em certos casos.

O Baile das Pretty Little Liars começa, então, por ser um Baile alternativo, em casa de Spencer, e com Ezra e Toby como acompanhantes. Ao mesmo tempo, as mães de Spencer, Aria, Emily e Hanna também estão em casa dos Hastings, fazendo um pequeno jantar com muito vinho. A conversa acaba por ir dar, naturalmente, aos DiLaurentis, e ao caso que o pai de Spencer teve com a mãe de Alison.

Recordam-se de Rhys? Com quem Spencer e Hanna foram falar, por causa da bolsa do Grupo Carissimi? Pois é, já é de noite, e Rhys aparece em casa dos DiLaurentis, cruzando-se com as mães das meninas, já que Veronica decidiu (um pouco embriagada) ir falar com o pai de Alison. Isso exclui-o da equação de A? Ou pelo contrário, faz dele ainda mais suspeito? É que àquela hora não se tratam de assuntos de trabalho, que é o que Rhys usa para justificar o aparecimento em casa do Senhor DiLaurentis. E entra sem bater? Estranho…

Neste episódio, temos algo ligeiramente diferente do habitual: A não se centra só em Alison, Hanna, Spencer, Aria e Emily. As mães das raparigas também são um alvo. Elas que queriam tanto manter as filhas em segurança, naquela noite, acabam por falhar. Um pequeno golpe que não vem conferir nada de muito relevante à série. Acaba por ser mais um “encher chouriças” (perdoem-me a expressão), porque se Veronica queria abordar aquele assunto, já o podia, e devia ter feito mais cedo.

Ao nível dos casais, Aria e Ezra mantêm aquele clima estranho e desnecessário. Parece sempre que vão voltar a estar juntos, parece que ambos o querem, mas nenhum deles dá um passo em frente, embora continuem a conviver. Acaba por não fazer grande sentido.

Quebrando as regras, as pretty little liars acabam por ir ao Baile, e Ali está determinada em encontrar-se com Charles. E o episódio termina com este encontro em que supomos que se trata de ou Charles, ou alguém que se veste da mesma forma que a figura encapuzada de negro que estamos tão habituados a ver. Figura essa que só fez com que as atenções se centrassem nela. Algo um pouco contraproducente… A surpresa da noite recaiu sobre Clark. Como era de esperar, Clark revela não ser o que parece. Será que terá peso no que vai acontecer daqui para a frente? Porque esta revelação deveria ser relevante.

Fica agora a esperança de que, como prometido A e/ou Charles tenha(m) a sua identidade revelada no próximo capítulo, o summer finale. Parece que Ali já descobriu…

Beatriz Barroca

Uma pequena nota pessoal: tem-me custado imenso escrever as reviews de Pretty Little Liars. Uma série que me despertava tanto interesse e entusiasmo passou a tornar-se uma série cansativa e com algumas coisas sem grande sentido, numa tentativa desesperada de esticar e dar dinâmica à narrativa e às personagens. Aspeto que só fez a série perder qualidade, e que, a título exemplificativo, tornou a série ridícula, como é o caso de as personagens terem parado no tempo. Há quantos anos é que Aria, Spencer, Emily e Hanna estão no secundário? Vou excluir Alison, porque passou grande parte do tempo ausente do ecrã. Chega a terça-feira e penso: “Espero que o episódio desta semana seja bom”.

Ainda assim, mantenho a esperança de que e agora a invenção de Charles não sejam mais uma manobra de diversão, e que o próximo episódio traga, finalmente, algumas novidades. Não consigo deixar de sentir ansiedade pela próxima semana e esperemos que as expetativas (que sei que todos temos) não sejam goradas…

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

Clãs da Galiza Clanes Netflix

Recomendamos