O canal norte-americano FOX encontra-se a desenvolver uma sequela da série de comédia animada para adultos, os Flintstones. Intitulado Bedrock, o projeto apresenta a família de protagonistas 20 anos mais tarde, relativamente à colaboração entre a Warner Bros. Animation e a Brownstone Productions, de Elizabeth Banks (Mrs. America).

Em julho de 2019, o estúdio e a produtora mencionados formalizaram um acordo para desenvolver um reboot da série de animação Flintstones, focado nas peripécias da família. Nesta nova versão do clássico emitido entre 1960 e 1966, a personagem de Pebbles Flintstone terá a voz de Banks. Adicionalmente, a atriz irá desempenhar funções de produtora.

O desenvolvimento de Bedrock surge dez anos após Seth MacFarlane ter tentado que o reboot avançasse na FOX. A sequela abrange um período em que o pai Fred está à beira da reforma e a filha mais nova Pebbles começa a ter a sua própria carreira, com a chegada à casa dos 20 anos. Contudo, na passagem da Idade da Pedra para a Idade do Bronze, todos os residentes de Bedrock vão enfrentar dificuldades.

Enquanto Banks voltará para interpretar uma Pebbles mais crescida, no telefilme de 1993 do canal ABC, a bebé da família – à qual a atriz Megan Mullally emprestou a sua voz – começa a trabalhar numa agência de publicidade. Mais tarde, casa-se com Bamm-Bamm e acaba por se mudar para Hollyrock, uma espécie de Hollywood fictícia.

Sabe-se que o argumento do episódio piloto de Bedrock está a ser escrito por Lindsay Kerns (Jurassic World: Camp Cretaceous, DC Super Hero Girls), dando o pontapé de saída para uma coprodução entre a FOX Entertainment e os estúdios Warner Bros. Animation. A dupla de Banks e Max Handelman ficará encarregue da pasta de produção executiva via Brownstone Productions.

Os Flintstones originais, com o selo da Hanna-Barbera Productions, duraram seis temporadas e foram a primeira série animada a ser transmitida em horário nobre. De facto, o projeto da década de 1990 foi pioneiro em várias frentes e “deixou uma marca inegável no universo da animação”, conforme salientou Michael Thorn, Presidente de Entretenimento da FOX.