Já aqui mostramos várias curiosidades de séries e desta vez iremos partilhar algumas de Orphan Black. Curiosos para as conhecer? Vamos a isso!

1. Um dos criadores e realizadores da série, John Fawcett, disse que o filme Memento (2000) foi uma grande inspiração para a criação de Orphan Black.

2. Para filmar as cenas com os clones, Tatiana Maslany representava com duplos e depois repetia a cena, no papel de outro(s) clone(s), até ter todas as ‘camadas’. Depois, todas as cenas interpretadas por Maslany eram editadas juntas. Fawcett referiu-se a isso como sendo um processo muito consumidor.

3. Maslany nunca foi deixada de fora das decisões acerca das suas próprias personagens. Assim sendo, ela e o argumentista Graeme Manson trabalhavam juntos na criação de uma história de base para o passado de cada um dos clones, incluindo a sua origem e informações sobre os pais e a família.

4. Há uma consultora científica na série que se chama Cosima Herter, partilhando assim o primeiro nome com um dos clones principais da narrativa.

5. Evelyne Brochu, que dá vida a Delphine Cormier, foi uma das atrizes a ‘candidatar-se’ ao papel de protagonista da série. Não foi a escolhida para interpretar os clones, mas o papel de Delphine foi escrito especialmente para ela.

6. Jordan Gavaris confessou que artistas como Mick Jagger e Billy Idol lhe serviram de inspiração para interpretar Felix Dawkins.

7. Tatiana Maslany é a única mulher canadiana a ter ganho um Emmy na categoria de Melhor Atriz Dramática.

8. A série televisiva deu origem a vários livros de banda desenhada, escritos por Fawcett e Manson, que se centram na vida de cada um dos clones. A primeira saga, The Clone Club, contava as histórias de Sarah, Helena, Alison, Cosima e Rachel. A segunda saga, Helsinki, também constituída por cinco volumes, centra-se em Veera Suominen (também conhecida por M.K.), um clone da LEDA. A terceira saga, Deviations, tem seis números e conta uma história alternativa, na qual Sarah impediu o suicídio de Beth. Todos os números foram publicados pela IDW Publishing, já conhecida no mundo das BD’s por se inspirar em franchises televisivos.