Grey’s Anatomy – 14×11 – (Don’t Fear) The Reaper
| 05 Fev, 2018

[Contém spoilers]

Devo admitir que, após ver o vídeo promocional para (Don’t Fear) The Reaper, fiquei um pouco de pé atrás em relação a este episódio. Não seria a primeira, nem a segunda, nem mesmo a terceira ou quarta vez que Grey’s Anatomy proporciona um fim trágico a uma personagem tão querida pela sua audiência… Mas ainda bem que este não foi o caso.

Em (Don’t Fear) The Reaper, o stress causado pela gestão do hospital e pela decisão de Ben de se tornar um bombeiro finalmente levam a nossa Dr.ª Bailey ao limite, fazendo com que a médica tenha um ataque cardíaco. Felizmente, Miranda reconhece os sinais e procura ajuda muito antes de o problema se tornar crítico. A verdade, no entanto, é que apesar de Miranda procurar ajuda, esta é-lhe negada durante muito tempo por médicos que pensam que Bailey está apenas a ser paranoica.

De certa forma, este episódio fez-me sentir o mesmo tipo de ansiedade que senti ao ver o episódio em que Derek morreu – não porque acreditasse mesmo que Miranda fosse morrer, mas porque, novamente, temos um médico que sabe exatamente o que se passa consigo, mas é incapaz de fazer algo para remediar a situação. Ainda bem que Bailey chamou Richard e Maggie… Tenho a certeza que o desfecho desta história teria sido bastante diferente se não o tivesse feito.

Sejamos honestos: já estava na altura de termos um episódio focado em Miranda! Apesar de estar connosco desde o início, havia ainda muito que não sabíamos sobre o passado da Dr.ª Bailey e este episódio fez um excelente trabalho ao contar-nos a sua história familiar através de flashbacks. Acho que Taylor Mosby foi a escolha perfeita para a jovem Miranda. Adorei, também, que este episódio de Grey’s tenha recuperado pequenos clips de episódios anteriores, como as cenas com George, Derek e Callie.

Parece que, graças a Morgan (Amy Landecker), a paciente com que interagiu neste episódio, Miranda finalmente percebeu e aceitou o porquê de Ben se querer juntar aos bombeiros – uma narrativa que, na minha opinião, já se estava a arrastar um pouco. Espero que isto não volte a ser motivo de discórdia entre os dois, mas nunca se sabe.

No geral, gostei bastante de (Don’t Fear) The Reaper. Na minha opinião, foi um episódio forte que chegou mesmo na altura certa, uma vez que os preparativos para o tão esperado concurso que Jackson fundou começam já na próxima semana. Entre as minhas cenas preferidas deste episódio estão, sem dúvida alguma, os flashbacks com Miranda e os seus pais e a cena em que Bailey telefona à sua mãe para lhe contar o sucedido.

Inês Salvado

Publicidade

Populares

a league of their own

Recomendamos