Grey’s Anatomy – 11×15 – I Fell the Earth Move
| 14 Mar, 2015
KELLY MCCREARY, SARA RODRIGUEZ, LANCE GROSS

11×15 – I Feel the Earth Move

[Contém spoilers]

Depois de dois episódios intensos por causa da cirurgia à Dr.ª Herman, temos agora um episódio mais sossegado, bastante centrado nos pacientes, mas claro, sempre com um bocadinho de espaço para alguns pequenos desenvolvimentos.

Não fazia ideia que havia sismos em Seattle, mesmo dos pequenos. Maggie ficou presa no elevador durante uns minutos, com um tipo muito giro (bem mais giro que Jackson), que estava muito interessado em sair com ela. Só que por algum motivo, Maggie sente que sempre houve uma espécie de ‘fosso’ entre ela e as outras pessoas que impede que as suas relações resultem por mais do que um período de tempo curto. Tretas, disse-lhe Callie. Ok, se calhar Maggie sente-se mesmo assim, mas às vezes as pessoas arranjam desculpas para não fazerem coisas que até querem fazer, mas que receiam. Parecia ser mesmo, já que acabou por aceitar o convite de Ethan para sair.

Maggie e Callie trabalharam juntas no caso de uma mulher com 75 anos com um problema na anca e que estava preocupada em recuperar rápido para poder voltar à sua vida sexual. Muito ativa, por sinal. Maggie e Callie não têm ação nenhuma há muito tempo e uma mulher com mais do que idade para ser mãe delas diverte-se à grande. Aposto que as meninas ficaram cheias de inveja.

Agora fora de brincadeiras, segundo sabemos por Arizona, Herman está bem e a tentar adaptar-se à vida com cegueira. April também parece bem e regressou ao trabalho, mesmo a tempo de orientar o caótico serviço de urgência.

Enquanto uns iam tratando os casos que chegavam (nada de muito grave), Owen atendeu o telefonema de uma menina que estava presa com a mãe numa cabana algures. A mãe não estava bem e Owen ia dando instruções à menina do que devia fazer para ajudar a mãe. April tentava localizar a chamada para enviarem uma equipa de resgate; entretanto Webber e Amelia juntaram-se para ajudar Owen.

Mas a mãe ia ficando pior, cada vez exigia cuidados mais complicados. Ninguém gosta de ter de pedir a uma criança para pegar numa faca, fazer um corte na mãe e depois enfiar-lhe uma palhinha no golpe para respirar. Entretanto, a bateria do telemóvel da menina acabou e ela ficou apenas com as instruções dadas por Owen para a ajudar a tentar salvar a mãe. Quando finalmente o helicóptero com mãe e filha aterra no hospital, Owen consola a menina. Ele tem tanto jeito com crianças e consegue mesmo estabelecer uma ligação com elas. Gostava que tivesse filhos, ia ser um pai bestial. A mãe da menina ficou bem e toda a gente pôde respirar de alívio.

As coisas entre Owen e Amelia estão a aquecer rapidamente! Enfiaram-se numa on-call room e não preciso de dizer mais, podem adivinhar o resto. Ben anda a trabalhar com Jackson em Plástica e Bailey esforça-se por convencer o marido a ligar à irmã (o irmão que mudou de sexo, lembram-se?).

Meredith tem tentado ir a D.C. para estar com Derek, mas há sempre cirurgias que a impedem. Acho que ela se serve disso como desculpa (uma coisa que ela e Maggie têm em comum!) para não ir.

Jo reparou que Meredith não perde um paciente desde novembro. Há 89 (acho que eram 89) cirurgias que só tem resultados positivos e surpresa, a que se deve isso? É tão óbvio! À ausência de Derek. Meredith sabe isso, mas diz que quer partilhar o feito com ele. Eu venho a achar que ela se quer continuar a agarrar à relação só porque o ama e não por achar que são mais felizes juntos do que separados.

Anyway, ela liga para Derek e atende uma mulher, que não diz quem é, mesmo depois de Meredith insistir. Será que Shepherd está a trair a mulher? Por Meredith, espero bem que não, mas por outro lado, até me daria um certo gozo. O tipo que tem a mania que é moralmente superior, que tanto julga, que pouco gosta de ver o lado dos outros, a fazer algo assim? Pagava para ver isso!

De qualquer das maneiras, acho que Meredith devia comprar um bilhete de avião e ir a DC. Depois devia vestir uma roupa pirosa, ir ter com a tipa e dizer: You must be the woman who’s been screwing my husband. Desculpem, não resisti, mas digam lá que não era épico?

Nota: 7/10

Diana Sampaio.

Se ainda não conhecem os nossos parceiros de Grey’s Anatomy (Portugal), espreitem aqui.

Publicidade

Populares

ramy

calendário estreias

the resident poster

Recomendamos