The Mandalorian – 02×05 – Chapter 13: The Jedi
| 30 Nov, 2020

[Contém spoilers]

Bom, mas que episódio! Vi-o numa pausa do trabalho, era bem cedinho, e digo-vos já que os 45 minutos me deixaram bem desperta e completamente em pulgas! Este quinto episódio de The MandalorianThe Jedi, é, sem qualquer dúvida, o melhor desta 2.ª temporada. Houve de tudo. Imenso Baby Yoda (já lá vamos ao nome do pequenito), ação com fartura, efeitos especiais de morrer, Jedi e lutas com sabres de luz!

Peço desculpa pela excitação, mas depois da desilusão que foi a mais recente trilogia de filmes de Star Wars fico contente que estejam a fazer um bom aproveitamento deste universo e espero que a Disney entenda de uma vez por todas que o futuro da saga não está nos cinemas, mas sim na banda desenhada e nas séries. Já o tinha dito e volto a dizer. The Mandalorian e este The Jedi é a última prova de que precisava.

Como o título indica, Mando chegou finalmente a Calodan, no planeta Corvus. Se bem se recordam, no episódio 3, Bo-Katan Kryze revelou-lhe que era aí que se encontra Ahsoka Tano. Demorou, mas ele chegou. A cena inicial com Ahsoka a lutar com os guardas foi qualquer coisa de fenomenal. Rosario Dawson (Daredevil, Jane the Virgin) foi a escolha perfeita para o papel e presenteou-nos com uma das melhores introduções de personagens de toda a série. E digo-vos mais, ela deve ter sido a única personagem até agora que conseguiu tirar o protagonismo a Mando e ao Baby Yoda. Pelo olhar penetrante, pelos movimentos de acrobata enquanto lutava. Já adorava a padawan de Anakin Skywalker em Star Wars: Clones Wars e fiquei ainda mais fã.

A cena em que ela comunica com Grogu é muitíssimo reveladora. Obrigada, Jon Favreau, por depois de uma temporada e (mais de) meia nos reveles o passado do Baby Yoda! Já merecíamos.

Façamos uma pausa para falarmos do nome do Baby Yoda. Só vos tenho a dizer que tenho muitos mixed feelings em relação ao nome. A Criança é tão adorável e fofa que o nome Grogu soa a nome de guerreiro (que ele pode muito bem vir a ser, eu sei!) e a adulto. Tinham tanto por onde escolher que Grogu é muito underwhelming. Mas pronto, é o que temos.

Voltando à “conversa” entre Grogu e Ahsoka. Eu honestamente nem sequer pensei, feita tonta, no que disse Ahsoka até lho ouvir da boca. Os Jedi não devem ter relações. Ela própria viu a queda de Anakin em parte devido ao amor que sentia por Padmé. Os sentimentos que nutria por ela foram uma das razões pelas quais ele sucumbiu ao lado negro da Força e isso causou todo o tipo de desastre. Tipo, o Império Galáctico, estão a ver?

Grogu considera Mando como um pai. Não se lembram de quando ele estrangulou Cara Dune porque pensava que ela estava a magoar Mando? Esse tipo de situações são perigosas. Eu nem imagino o estrago que um ser tão raro e poderoso como Grogu poderia fazer se fosse para o Lado Negro da Força.

Também nos foi revelado que Grogu estava a ser treinado pelo Templo dos Jedi, mas que teve de o abandonar quando a República caiu e ele desde aí que retrai os seus poderes para sobreviver. O Templo dos Jedi fica em Coruscant. Foi aí que Yoda batalhou com Palpatine em Star Wars: Revenge of the Sith e onde Padmé deu à luz os gémeos Luke e Leia.

Ahsoka Tano encontrava-se num planeta dominado por uma Magistral Imperial e andava à procura de Thrawn, a pessoa que assumiu a liderança do que restava do Império cinco anos após a queda do mesmo. O personagem apareceu pela primeira vez em 1991 num livro e tem feito uns pezinhos nos videogames, banda desenhada, chegando mesmo a aparecer num episódio de Star Wars: Rebels. Espero que isto signifique que ele eventualmente apareça na série e que Jon Favreau esteja a apostar em força em personagens do expanded universe de Star Wars.

Fiquei com pena que não possamos ter visto mais da cidade de Calodan, mas com tanta revelação e com tanta ação, isso ficou mais para segundo plano. Normalmente queixo-me de que os episódios de The Mandalorian são mais fracos quando são mais extensos, mas em The Jedi senti exatamente o oposto. Queria mais!

Obviamente que não iriam deixar Grogu para ser treinado por Ahsoka. The Mandalorian sem Grogu não é nada. Portanto, estou curiosíssima para saber como vão jogar com isto. Grogu precisa claramente de ser treinado por um Jedi, mas como vai isso com as suas viagens com Mando?

Por fim, vamos bater umas palmas pela luta entre Ahsoka e a Magistral Morgan? Foi tensa, super equilibrada e por momentos ainda pensei que Ahsoka fosse morrer às mãos dela. Se não morreu quer dizer que ela vai voltar, certo? Por favor, sim. E que tal mandarem um Jedi para o elenco? Não era mal pensado. Um mandalorian e um Jedi. Inimigos desde sempre, juntos. Seria boa ideia, não?

Mal posso esperar pelo próximo episódio. Digo, espero que a próxima paragem de Mando e de Grogu seja Tython, onde o pequenito tentará entrar em contacto com outro Jedi. Segundo ela  (após a infame Ordem 66), restam poucos Jedi no universo. Vamos ver! Mantenham-se desse lado comigo!

Maria Sofia Santos

Publicidade

Populares

All of us are dead

calendário estreias

the midnight club poster

Recomendamos