Durante o relatório oficial da Netflix sobre os primeiros três meses de 2021, o serviço confirmou que as novas temporadas de algumas das suas séries mais populares, incluindo a 2.ª temporada de The Witcher e a última temporada de La Casa de Papel, vão estrear na segunda metade do ano.

Após o crescimento inesperado de 2020, o serviço de streaming abrandou no número de subscrições durante o início de 2021, tendo adicionado 3.98 milhões de novas contas, contra as 6 milhões que estavam previstas para este período. Esta situação não é uma total surpresa, considerando que os projetos mais aguardados do serviço sofreram atrasos nas suas estreias com a pandemia e nenhum deles estreou no início deste ano.

Para além de The Witcher e La Casa de Papel, a Netflix confirmou que tem reservadas para a segunda metade de 2021, as estreias das terceiras temporada de Sex Education e de You, e da 4.ª temporada de Cobra Kai, juntamente com a nova série indiana Dhamaka e as novas temporadas da brasileira Sintonia e da mexicana Control Z.

Apesar de não terem sido ainda divulgadas datas oficiais de nenhuma destas séries, The Witcher já terminou as filmagens da nova temporada no início deste mês. Entretanto, um jornal espanhol avançou que a 5.ª e última temporada de La Casa de Papel vai estrear em agosto, mas sem confirmação oficial da Netflix.

Adicionalmente, o serviço de streaming divulgou alguns dos dados de visualizações das estreias do início deste ano. A 1.ª temporada de Firefly Lane foi vista por 49 milhões de subscritores nos primeiros 28 dias desde a estreia, enquanto que a 3.ª temporada de Cobra Kai arrecadou 45 milhões de espectadores no mesmo período de tempo. A recentemente renovada Ginny & Georgia obteve 52 milhões de visualizações, perto das 57 milhões obtidas pela 1.ª temporada de Fate: The Winx Saga, nos primeiros 28 dias desde a estreia. Já, a 1.ª temporada de Quién Mató a Sara, estima-se que terá aproximadamente 55 milhões de visualizações. No topo das mais vistas deste ano, mantém-se Lupin, que ultrapassou as 70 milhões de visualizações no período dos 28 dias.