Classificação

9
Interpretação
8.8
Argumento
8.8
Realização
9
Banda Sonora

Esta semana o drama intenso afastou-se, deixando lugar para o romance. Tivemos então um episódio dedicado aos aniversários de casamento de Jack e Rebecca, às despedidas de solteiro de Kate e de Toby, tendo como palco a apetecível cidade do pecado: Las Vegas. Nesse mesmo cenário, onde o foco deveria ser por inteiro os noivos, tivemos ainda lugar para pequenos conflitos e adversidades, quer de Kevin, quer do casal Randall-Beth, que acabaram por roubar parte da atenção.

Começando pelo núcleo de que mais gostei nesta semana: Jack-Rebecca, que retrata algo bem característico. Talvez não seja assim com todos os casais, mas com a grande maioria dos que conheço é exatamente como mostrou neste episódio: quando chega o momento de dar um presente e de ser romântico, um elemento do casal é claramente o romântico e o outro, apesar de se esforçar, e o esforço vale com certeza pontos e origina momentos queridos, simplesmente não tem tanta apetência para o romance e para os presentes surpreendentes. Neste caso, temos Jack no papel do romântico, como não poderia deixar de ser, e Rebecca na luta por conseguir surpreender o marido, mas Jack deixava sempre a fasquia bem alta. Assistimos a duas trocas de prendas hilariantes, particularmente na que Rebecca oferece um martelo ao marido, recebendo um piano clássico. Em virtude da clara diferença entre os presentes de um e outro, acabam por decidir evitar os gestos de surpresa durante um dos aniversários, mas a verdade é que acabam por sentir falta dos mesmos durante esse dia e foram os seus filhotes quem os chamaram à razão… porque o que conta realmente é a intenção, o gesto genuíno em si, independentemente do sucesso da prenda, vale por si só e é isso que deve enternecer um namorado(a).

Toby e Kate estão claramente fora da sua zona de conforto. Tipicamente “anti-sociais”, Toby e Kate não são o tipo de pessoas que “coleciona” amigos e a prova disso mesmo é que para ter um grupo aceitável na despedida de solteiro, Toby tem de ir “vasculhar o poço dos nerds” e juntar a esse grupo os dois irmãos Pearson, Kevin e Randall. Já Kate, tem a organizar a sua despedida de solteira Madison, a sua recém-amiga que até há poucas semanas era apenas uma irritante parceira do grupo da perda de peso. A somar a isso, Kate terá na sua despedida de solteira Beth, a cunhada por quem não morre de amores, pois ela privou-a da constante presença do seu irmão Randall.

Acontece que nenhuma das despedidas de solteiro correram como esperado. Começando pela de Toby, Kevin e Randall deveriam ser dinamizadores da diversão daquela noite, mas foram exatamente o oposto. Kevin estava lançado a contar histórias à mesa e a espalhar boa disposição, mas cruzou-se com uma coprotagonista do filme de Ron Howard que protagonizara e ela trazia más notícias, tinha sido retirada do filme, e isso sugeria a Kevin que também as suas cenas teriam sido, no mínimo, encurtadas. Kevin abandonou assim prematuramente a noite de Toby e voltou ao quarto e à sua luta interior para resistir ao álcool. Já Randall tinha a cabeça bem longe de Las Vegas e nas dificuldade que Deja poderia estar a passar e à falta que ele lhe poderia estar a fazer. Sobrou assim um grupo bem peculiar, com Toby no centro… para o que faltava da noite de festa.

Randall conseguiu também “arruinar” o lado da festa de Kate, levando a sua preocupação com Deja até Beth, que estava noutra onda, querendo afastar-se de todas as preocupações e querendo desfrutar da festa… a clara disparidade de posições face ao tema Deja levou o casal a uma discussão acesa e inesperada, tendo em conta tudo o que assistimos desta dupla quase perfeita. Mas todos os casais têm os seus momentos menos bons e, quanto a mim, Beth não estava a ser compreensiva num momento em que Randall realmente precisava. (Mais tarde percebemos que era uma defesa de Beth para se proteger da falta que também sentia de Deja). Kate também foi “team Randall”, deixando escapar o vazio e falta que sentia do irmão, que havia sido o seu melhor companheiro no período que se seguiu à perda de Jack. Foi o momento de Randall lembrar a irmã que a ligação entre eles continuava forte como sempre. E foi também o momento de Kate partilhar com Randall que aquele grupo não eram verdadeiros amigos de Toby, pois ele não os tinha, ele queria realmente era passar um bom momento com os seus “novos irmãos”.

Felizmente, ainda havia tempo para emendar o rumo dos acontecimentos: uma visita de Kate ao quarto de Beth serviu a ambas para o desabafo que necessitavam e um passeio de Kevin e Randall com o noivo inverteram a disposição de todos. Acabou por ser Toby a dar conselhos que ajudaram Randall e Kevin a resolver os seus problemas. E os problemas começaram a deixar de o ser. Um telefonema de Kevin a Ron Howard levou a perceber que ele continuava a ser o protagonista do filme e Randall e Beth foram ao encontro e salvamento de Deja.

André Borrego