Classificação

9.5
Interpretação
9.5
Argumento
9.1
Realização
9
Banda Sonora

The Game Plan é um episódio de romance e de encontros, mas também de grandes emoções e uma revelação que aguardávamos há algum tempo. Somos convidados a fazer parte de três encontros: um entre Jack e Rebecca num tempo anterior a tudo o que a série já nos tinha mostrado e, nos dias de hoje, um entre Randall e Beth e outro entre Kate e Toby.

O encontro de Jack e Rebecca ocorre longos meses antes de virem os três filhos e as responsabilidades, quando viviam a relação só a dois e sem grandes preocupações. Já Randall e Beth, desejosos que o recém-chegado Kevin saia de malas e bagagens confrontam-no de um modo um tanto ou quanto directo, mas Kevin não quer voltar para a solidão da sua suite de luxo no hotel. E aí Randall vê uma oportunidade de deixar os filhos entregues a William e Kevin e ter uma noite de romance só com Beth. Para Kate é domingo de futebol e ela só quer ver o jogo como sempre fez, mas Toby quer entrar nessa equação.

A certo ponto, todos os encontros parecem estar a dar para o torto. Jack escolhe o bar, em plena noite de SuperBowl, como o lugar e momento ideal para partilhar com Rebecca o desejo de ter filhos, algo que até aqui os dois pareciam concordar que não seria para eles. E Jack pressiona-a tanto que discutem intensamente sob os olhos irritados das pessoas do bar que só querem ver o jogo e sob o olhar atento de Miguel. No encontro de Beth e Randall, o entusiasmo de Randall é contagiante, nem sabe por onde começar essa noite, mas a suspeita partilhada por Beth de uma possível gravidez muda o cenário, levanta dúvidas sobre as carreiras e sonhos de cada um. Kate lá se convence a assistir ao jogo com Toby, mas Toby não está nada interessado no jogo, não lhe dá a importância que tem para Kate, e até convida um amigo na ideia de ter uma noite agradável, onde conversam, petiscam coisas saudáveis e por acaso está a dar um jogo. Mas estraga o ritual de Kate, sendo a gota de água quando lhe pausa o jogo para contar uma história, o que acaba com Kate a ir embora para casa.

Nesta semana, o episódio mostra-nos o efeito que a paixão pelo desporto em geral, e em particular o futebol americano (e que em Portugal se aplica completamente ao futebol) e com a qual muitos se identificam, tem sobre as relações. Para muitos homens e algumas mulheres o dia de jogo é um dia sagrado e também me revejo de certo modo, mas não tem de ser um elemento separador, pode ser um momento de partilha e de união como era para Jack e Rebecca, que em vez de ficar alheada enquanto o namorado via futebol, aprendeu a viver a paixão do desporto com ele. Tudo depende da importância que se quer dar ao futebol e há que saber relativizar e aproveitar os momentos de jogo como uma oportunidade de partilha de alegrias sem levar demasiado a sério, e assim sim pode ser de facto algo de muito bom. Também para Kate o futebol era uma rotina de ligação ao seu pai, pois assistiam sempre juntos aos jogos.

Antes de voltar aos encontros, é de referir que esta semana Kevin também teve um papel especial. Depois de tanto tempo a lutar contra a futilidade e a mostrar-se “vazio”, depois de percebermos que ele talvez seja um péssimo tio, ao tentar encenar a peça que fala de morte, perda e fantasmas com as suas sobrinhas pequenas, e depois de o vermos totalmente despromovido da sua autoconfiança (que dá pelo nome de Kate), temos um momento de redenção absolutamente ternurento onde Kevin explica o sentido da vida e a relatividade da morte às suas sobrinhas Tess e Annie com recurso a uma pintura.

E depois do momento crítico de cada encontro, todos têm um volte-face. No encontro de Jack, é uma declaração de amor e compromisso, que Milo Ventimiglia já mostrou noutros episódios que é algo que faz irrepreensivelmente, que desperta o amor de Rebecca, que se entrega totalmente, e acabam por conceber os seus trigémeos naquela acesa noite de SuperBowl para festejar a sintonia em que estão e a vitoria dos seus Steelers.

Beth e Randall, depois de uma conversa franca e de conseguirem descobrir sempre o lado positivo de tudo, até já estariam preparados para um resultado de gravidez positivo, mas vem o negativo e, de certo modo, o alívio para eles, que podem agora aproveitar o resto do encontro sem preocupações.

Toby vai até casa de Kate para perceber o que se passa com ela. Aqui surge a grande revelação do episódio e que já antevíamos pelas peças do puzzle que já nos tinham sido concedidas. Jack já não está vivo no presente e Kate manteve a rotina do dia de jogo, pois é uma maneira de se sentir mais perto do pai, é por isso que para ela tem tanto significado aquilo que seria um simples jogo. Assim, acabam a assistir ao jogo os dois juntos, com a urna das cinzas de Jack, com três barretes dos Steelers, que é uma imagem com uma carga emocional e simbolismo poderosíssima. Quanto a esta revelação, resta-nos saber em que ponto da sua vida Randall, Kevin, Kate e Rebecca perderam Jack.

Enfim, This is Us continua cheia de saúde e recomenda-se, é impossível alguém ficar indiferente a estas pequenas histórias tão reais e que nos deixam sempre de coração cheio para desfrutar do fim de semana!

André Borrego