Classificação

6
Interpretação
6
Argumento
6
Realização
8
Banda Sonora

The Gift, Atiye no original, é uma série original Netflix turca de fantasia e mistério que segue a vida de Atiye (Beren Saat), uma jovem pintora. Ela tem uma vida perfeita em Istambul, mas esta vida perfeita está prestes a mudar quando é feita uma descoberta no templo Göblekitepe. Nas suas ruínas, é descoberto um símbolo que liga Atiye e o templo de forma misteriosa.

A série começa por nos apresentar à vida de Atiye, que se está a preparar para a sua primeira exposição. Os quadros de Atiye têm uma particularidade, são todos desenhos do mesmo símbolo, que a pintora vê desde pequena. Desde a manhã desse dia, Atiye tem vindo a ver uma mulher desconhecida, mas sempre que tenta abordá-la, ela desaparece. É então, mais tarde, que é noticiada a descoberta de um símbolo nas escavações arqueológicas do templo Göblekitepe. Atiye sonha com isto e acorda com a notícia. Sente imediatamente uma ligação e apanha o primeiro avião do dia para o local das escavações. Lá, encontra outra figura misteriosa, desta vez uma menina, que vai com ela até ao templo, mas que não fala turco, logo Atiye não a entende. Atiye tenta pedir para ver o símbolo, mas é impedida de o fazer, não sendo levada a sério por Erhan (Mehmet  Günsür). Esta foi a primeira parte do episódio, que, até então, não me estava a despertar o interesse, mas que muda com a parte final, em que Atiye é acordada do sono pela tal menina, que a leva novamente para o templo. É aqui que as coisas começam a ficar interessantes. Há realmente algo de sobrenatural naquilo tudo e Atiye está ligada ao símbolo de alguma forma.

O episódio apresentou-nos as personagens e as suas vidas, sem grande ação ou desenvolvimento, características que começam a surgir no fim do mesmo, conseguindo agarrar o telespectador e impelindo-o a ver o episódio seguinte. Os atores tiveram um desempenho, que, tal como o episódio, foi crescendo. Fiquei com as expectativas altas para os restantes episódios, pois a série tem tudo para criar uma história interessante, mas, ao mesmo tempo, temo que a história seja demasiado simples e com demasiadas inconstâncias, como já aconteceu noutras produções. Mas, para descobrir qual dos rumos a série seguiu, terei de continuar a ver e espero ser surpreendida pela positiva.

Cláudia Bilé