The Catch – 01×01 – The Pilot
| 29 Mar, 2016

Shonda Rhimes é a rainha da ABC. Tão rainha que as quintas-feiras do canal são inteiramente dedicadas às suas séries. Grey’s Anatomy, Scandal e How to Get Away with Murder são dos maiores sucessos do canal. A primeira até já está na décima segunda temporada! E com o final da temporada da série fantasticamente dominada pela sublime Viola Davis, a ABC guardou o horário para outra série de Ms. Rhimes.

Eu tenho uma relação pouco amigável com as séries da Shonda. Era fã de Grey’s Anatomy, mas ela arranjou maneira de a série passar da minha favorita para uma que me dá vontade de atirar qualquer coisa à televisão quando está a dar na FoxLife. Já em Private Practice ela tomou decisões que me apeteceram estrangulá-la. Portanto, a única dela que consigo ver é How to Get Away with Murder e só porque ela não está assim tão envolvida.

Portanto, The Catch! A primeira coisa que notei foi que a Shonda tem claramente um estilo. Alice Vaughn é uma mulher madura, boa no seu emprego, com um estilo impecável e gosta de um bom copo na mão. Não vos faz lembrar ninguém? Já nem falo da Meredith Grey, porque essa é um desastre em tudo. Faz-me lembrar Addison Montgomery, uma cirurgiã neonatal conceituada; Annalise Keating, uma advogada implacável, e Olivia Pope uma ex-funcionária da Casa Branca que agora dirige uma empresa de gestão de crises. Estão a ver as semelhanças? Ora eu não tenho problemas absolutamente nenhuns com mulheres poderosas e independentes. Aliás, adoro que cada vez mais as mulheres ganhem destaque na televisão, mas esta fórmula começa a cansar. Se calhar era altura da Shonda parar de jogar pelo seguro, não?

A série segue uma detetive privada que tem uma empresa com a melhor amiga e que está de casamento marcado com Christopher Hall. Tudo demasiado perfeito para ela ser protagonista numa série produzida pela Shonda.

Ora bem, a firma dirigida por Alice e Val anda atrás de um tal Mr. X, que parece estar sempre um passo à frente deles. Tal não é a “surpresa” quando descobrimos que o patife que Alice e companhia tanto queriam apanhar era o noivo dela. Pelos visto, Benjamin queria ter acesso aos clientes de Alice e aproximou-se dela. O que nem ele nem a mulher (que ainda não se apercebeu) estavam a contar era que ele se apaixonasse a sério por Alice. Fantástico! Quando Margot ordena que Benjamin abandone Alice, começa o jogo. Ele ainda tenta fugir com a “noiva”, mas quando ela toma essa decisão é tarde demais. A própria Alice estava demasiado apanhadinha para perceber que estava  a ser enganada.

A premissa da série é interessante e é um episódio que nos deixa curiosos para saber como vai correr esta caça. Alice e Bem estão apaixonados, mas é um amor impossível pelas atividades dele, por a ter enganado e traído. A sério, não me canso de dizer, esta série transpira Shonda Rhimes por todos os poros, mesmo que não tenha sido ela a criá-la.

Em relação ao resto da equipa, pouco sabemos sobre ela, mas este piloto serviu mais para meter a roda a andar. Teremos uma série que terá os típicos casos da semana e a perseguição ao Mr. X será o tema central desta primeira temporada. Muito ao estilo de Scandal. As audiências não foram promissoras, mas se calhar os telespectadores ainda estavam a ressacar com o final da temporada de How to Get Away with Murder. Isso ou o público americano também começa a cansar-se da fórmula.

Relativamente à protagonista, gostei muito da performance da Mireille Enos. Cheira-me que ela vai conseguir liderar com estilo esta série. E a química entre ela e Peter Krause está no ponto. Veremos se os restantes episódios são bons para nos agarrar…

Maria Sofia Santos

Publicidade

Populares

All of us are dead

calendário estreias

the midnight club poster

Recomendamos