Classificação

9
Interpretação
7
Argumento
9
Realização
6
Banda Sonora

De um dos criadores de Rick and Morty, Solar Opposites é uma série de animação que acompanha a vida de uma família de extraterrestres de um mundo melhor que se refugia numa zona rural dos Estados Unidos.

Não posso negar que o que me atraiu nesta série foi sem dúvida um dos criadores ser de Rick and Morty, aquela que considero ser a série de animação mais engraçada e bem feita da atualidade. Tenho que admitir que se nota. Sim, nota-se mesmo que há alguém de Rick and Morty envolvido nesta produção. Desde todo o plot, à banda sonora, à animação e claro às coisas mais óbvias: a voz do protagonista é a tão famosa voz de Rick e de Morty (Justin Roiland) e alguns easter eggs como um poster com a expressão “Get Schiwfty Jazz”.

Ainda assim, pelo piloto não se compara a Rick and Morty em termos de qualidade. Obviamente não esperaria uma cópia, para isso não haveria necessidade de uma nova série. Mas toda a genialidade de enredos e escrita, assim como humor, não estão vincados em Solar Opposites.

Onde sinto que fica a perder é sem dúvida no argumento e nos diálogos, sinto que ainda estão muito dispersos e à toa, e, por vezes, um pouco forçados, embora tenha soltado algumas gargalhadas. Toda a premissa acaba por mostrar como o racismo funciona, mas sinceramente acho que a série está como quem não sabe se abordará isso ou não de forma profunda. Não duvido que possa ficar melhor com o decorrer dos episódios ou pelo menos com mais temporadas, mas julgo que ainda está a encontrar a sua voz.

A banda sonora também não surpreende, e aqui é mais pelo sentimento de grande associação com Rick and Morty, não parece algo original de raiz, e sim um afluente.

A animação está espetacular, sempre com cenas mais gráficas; e a construção das personagens está bem feita, temos aliens que querem sair do planeta Terra e outros que não se importavam de ficar e de se integrarem. As vozes são conhecidas de séries como Sillicon Valley e The Goldbergs – mal me apercebi fiquei logo contente, visto que são vozes às quais já estava habituada e que são de qualidade, dando à série o que ela necessita.

Ainda que não mantenha o calibre de Rick and Morty, está acima de muitas séries de animação que já vi e continuarei sem dúvida a ver – são apenas oito episódios que se veem muito rápido!

Ana Leandro