Classificação

7.5
Interpretação
6.5
Argumento
7
Realização
7
Banda Sonora

Notorious, a nova série do famoso TGIT da ABC, é baseada na história verídica de um advogado criminal e uma produtora do famoso programa americano Larry King Live e protagonizada por Daniel Sunjata (Rescue Me e Graceland) e Piper Perabo (Covert Affairs).

Julia George (Piper Perabo) é a produtora de notícias no programa Louise Herrick Live. “Ela decide com o que o país se deve preocupar, cria heróis e monstros, vítimas e vilões, avisa o mundo quando deve prestar atenção”, palavras da sua assistente Megan. Jake Gregorian (Daniel Sunjata) é um advogado criminal que tem uma firma com o irmão e que conjuntamente com Julia molda a opinião pública em relação aos seus clientes, ajudando-a a criar notícias. Para mim, existe uma tensão sexual entre os dois que vai acabar mal, com a mistura de trabalho e prazer, prejudicando a “produção” de notícias.

Julia, no início da série, tem um relacionamento com Eric, um poderoso juiz, mas que termina rapidamente já que descobre, através de Megan (uma ex-acompanhante de luxo), que Eric a trai com prostitutas.

A grande notícia do episódio é um atropelamento e fuga, realizada pelo carro de Oscar Keaton, que resultou na morte de um miúdo de 15 anos e, por isso, todas as suspeitas recaem sobre ele.

Keaton é representado legalmente por Jake, que através dos contactos que tem com Julia, tenta melhorar a ideia do público sobre o seu cliente e atrair as atenções para um dos assistentes de Keaton.

A certo ponto do episódio, as atenções viram-se para a esposa de Keaton, Sarah, que tem uma história passada com Jake, que nesta altura volta à tona e que resulta num novo envolvimento entre eles.

Julia convence Jake a levar Sarah ao programa; contudo, no dia da entrevista, Julia descobre que quem conduzia, na realidade, o carro do atropelamento era Sarah (não foi uma grande surpresa, foi um pouco óbvio este desenrolar da narrativa) e conta a Jake, que fica magoado pelo facto de Sarah lhe ter mentido quando estiveram juntos. A entrevista continua marcada, mas Sarah não aparece, já que é encontrada morta por Keaton. Este liga a Jake, que encobre o facto deste ter encontrado o corpo da mulher, ficando no ar a possibilidade de Jake não acreditar na inocência de Keaton.

No final do episódio, Julia recebe fotos de Keaton com outra mulher, de Sarah com ferimentos na cara, indicativos de que foi violentada e de Jake e Sarah na cama, o que pode levar a diferentes interpretações na cabeça de Julia, tais como Sarah ser vítima de violência doméstica, ou por Oscar ou por Jake, e que, por isso, um deles possa ser o assassino.

Da história fazem parte também Ryan e Louise. Ryan, filho do diretor do canal, é contratado como assistente de produção, contudo está rotulado como filho do chefe. Este quer mostrar que não é apenas um rótulo e, assim, toma iniciativa e tenta “criar” notícias para Julia e parece que vai ser uma das suas grandes ajudas, em parceria com Megan. Louise é a apresentadora, dá nome ao programa e é claramente a personagem cómica da série.

Ficamos à espera de como se irá desenrolar a descoberta do assassino e se serão introduzidas novas histórias nos novos episódios ou se irá focar-se apenas no assassinato de Sarah.

Uma série que apenas pelo primeiro episódio não se consegue dizer se irá singrar ou não. Vai haver pessoas que vão adorar e outras odiar; eu pessoalmente gostei, não é a melhor série a que já assisti, mas dá para passar uns bons quarenta minutos.

David Pereira