Classificação

7.5
Interpretação
7.7
Argumento
7.6
Realização
7.3
Banda Sonora

(Atenção: esta review pode conter spoilers!)

“Last time I checked, bodies don’t bury themselves.”

Mais uma semana que passou e, com ela, um novo episódio de Batwoman. Intitulado Off With Her Head, o 15.º episódio desta temporada revela novos detalhes sobre o traumático passado de Alice quando Cartwright partilha uma história aterradora com Kate. Entretanto, Jacob parte em busca da sua filha, enquanto Mary e Luke seguem uma pista que os leva ao assassino de Beth.

Novamente, Batwoman afasta-se do seu formato habitual e, ao invés, presenteia-nos com mais um episódio fortemente focado em Alice, repleto de flashbacks e novos detalhes sobre a vida da irmã de Kate durante o tempo em que foi mantida cativa pela família Cartwright. Ainda que An Un-Birthday Present tenha sido o episódio em que a jovem Beth resolve adotar a personalidade de Alice, é em Off With Her Head que a personagem completa a sua transição para a aterradora vilã que conhecemos hoje, e é sobre as circunstâncias que a levam a tal que passaremos agora a falar.

Este episódio introduz uma nova personagem ao universo fantástico criado por Alice: Mabel Cartwright (Debra Mooney, Everwood), que aparece como mãe de August e a nossa Rainha de Copas, juntando-se assim a Mouse e à Lagarta. A personagem vem a provar que a maçã não cai longe da árvore, atormentando Alice durante anos de forma mais horrenda até que o seu próprio filho. Na sua avançada idade, Mabel torna-se obcecada com a sua aparência, e não só descarrega as suas frustrações na pequena Alice, como também exige a August que a concerte, da mesma maneira que o fez com Mouse. É através da personagem que descobrimos o que realmente aconteceu com a mãe de Beth e Kate – uma revelação que tem tanto de chocante como de devastador, e cujas repercussões se sentem de forma imediata.

Batwoman faz um bom trabalho ao mostrar à sua audiência que as circunstâncias que corromperam Beth são de tal forma traumáticas que, com a mesma facilidade, poderiam corromper qualquer uma das outras personagens – até mesmo a própria Kate. Se, no início deste episódio, a nossa personagem principal se gabava de não ser como a sua irmã, a mesma chega ao final desta hora com uma completa crise existencial, após quebrar a regra que jurou nunca quebrar. É interessante observar a rapidez com a qual a nossa heroína se transforma naquilo que tenta combater no seu dia-a-dia, ainda que, pessoalmente, acredite que Cartwright merecia muito pior do que aquilo que ultimamente lhe aconteceu.

Este episódio traz-nos ainda um pouco mais da relação entre Jacob e as suas filhas, e parece mesmo que o líder dos Crows dá o primeiro passo para começar a reparar os seus laços com Alice. Quando sob o efeito da fear toxin, descobrimos que um dos maiores medos da personagem é que a sua família desista de si, pelo que há algo de bastante reconfortante em ver Jacob segurar a sua filha e assegurá-la que tudo ficará bem… Mas será que isso é verdade? Com Mouse à solta em Gotham e sob a influência do poderoso gás tóxico, sabe-se lá que tipo de desafios aguardam Alice, de quem o personagem parece ter medo. Apenas o futuro dirá o que será da relação entre as duas vítimas de August, mas não me parece que o outcome venha a ser muito promissor.

Entretanto, Mary e Luke juntam forças novamente para tentar descobrir de uma vez por todas quem matou Beth. Como seria de esperar, adorei ver ambos os personagens trabalhar em conjunto mais uma vez, e a dinâmica entre os dois nestas cenas, leves e engraçadas, conferiu um balanço necessário ao tom sombrio do restante episódio. O único problema em ver Mary trabalhar com a bat team prende-se no facto de esta não ser ainda um membro oficial da equipa, mas acredito que o aguardado momento está para breve.

No geral, este foi mais um bom episódio para a série que, semana após semana, continua a elevar a fasquia com a sua narrativa e performances. Apresenta ainda elementos interessantes para o futuro, nomeadamente o dilema moral em que Kate se encontra, e mal posso esperar por ver o que nos aguarda.

Batwoman regressa esta noite com Through the Looking-Glass, o 16.º episódio desta temporada.

Inês Salvado e Margarida Rodrigues