The Walking Dead – 09×02 – The Bridge
| 18 Out, 2018

Posso, finalmente, dizer que este foi um bom episódio de The Walking Dead. Não foi um sólido “bom”, mas foi bom. Sabem o quero dizer? Não foi um suplício passar estes 45 minutos a ver o mesmo de sempre. Houve algumas coisas que me despertaram a atenção e que até me fizeram lembrar as primeiras temporadas. Espero que a temporada continue neste caminho de evolução e traga algo que nos deixe desejosos de ver o próximo episódio.

Não sei se é de mim, mas The Bridge teve um ambiente diferente, mais próximo das origens. O título do episódio e aquilo que tentou transparecer foi além do que costuma ser TWD: a sobrevivência de Rick e companhia e a luta contra os maus. Foi mais uma conexão entre todos, personagens e espectadores, houve o estabelecimento de uma ponte que há muito tinha ruído. Perceberam o trocadilho? O episódio fez-me muito lembrar os tempos na quinta de Hershel e depois na prisão. Foi uma altura de ligação e de entendimento, que, desde então, não se fazia sentir.

Foram mais os momentos altos do que os baixos, o que é um grande alívio. O episódio teve um bom ritmo, apesar de algumas cenas menos interessantes, mas que, no geral, cativou. O departamento de maquilhagem da série merece todos os prémios e mais alguns, sem dúvida. Os zombies já se tornaram numa coisa tão banal que, por vezes, me esqueço de olhar bem para eles. Contudo, neste episódio observei-os com atenção e realmente a caracterização está genial. Os produtores disseram que iam dar um ar mais degradado aos zombies nesta temporada, para dar a entender a passagem do tempo. Tenho a dizer que parecem mais esqueléticos, sim senhor.

Na review anterior  demonstrei a minha negação em relação a Carol e Ezekiel. No entanto, neste episódio até gostei de os ver juntos e de os ver assumir o papel de pais de Henry. Parece-me que estão a fazer um bom trabalho! A cena do miúdo a dar uma boa sova em Justin foi bastante satisfatória, ele estava a pedi-las. No entanto, continuo na minha: ela devia era estar com Daryl, tanto que a cena em que este está a espancar Justin (I see a pattern here) demonstra a conexão que eles têm. Viram o olhar que trocaram quando ela lhe agarrou no braço? Não deixa margem para dúvidas. Uma cena que me deixou de queixo caído foi a de Gabriel e Jadis! Não estava mesmo nada à espera! Foi esquisito, mas cute. Quando ela apareceu pela primeira vez no episódio nem a reconheci imediatamente. Fica diferente sem aquela franja esquisita.

Para mim o ponto alto do episódio foi a cena da horda a chegar ao local onde Daryl e Aaron estavam a carregar os troncos. Apesar de ser super previsível que aquele tronco enorme ia cair em cima de alguém, a cena teve um bom outcome. Mais uma vez o departamento de maquilhagem está de parabéns. A caracterização do braço esmagado de Aaron estava 5 estrelas. Coitado do Aaron, não merecia mesmo o que lhe aconteceu, mas a verdade é que a cena da amputação do seu braço me tocou como já há muito não acontecia. Tal como os zombies, as cenas de amputações também se tornaram algo banal em TWD e era uma coisa que já não mexia comigo por aí e além. No entanto, algo de diferente aconteceu nesta cena em particular. Não sei muito bem o quê, só sei que mexeu comigo e fez com que sentisse genuinamente pena de Aaron. Lá está, levou-me até tempos passados, como, por exemplo, quando tiveram de amputar a perna de Hershel. Impressão minha ou esta personagem anda a ser muito mencionada? Realmente, parece que estava a adivinhar…

Ainda sobre Aaron, vi alguns comentários que falavam sobre o facto de Aaron dar um bom substituto de Rick e como o ator até se parece mesmo com o Rick da BD. Nunca li a banda desenhada, mas na sequência destes comentários vi algumas imagens da personagem e realmente há muitas parecenças. Isto deixou-me a pensar… Quando Rick morrer (uma vez que Andrew Lincoln vai sair da série) ou de alguma forma desaparecer, terá de haver outro líder. Nunca vai haver outro Rick, como é óbvio, mas alguém vai ter de se chegar à frente para orientar aquela gente toda. Aaron é uma boa opção, mas isto são só especulações, resta-nos esperar para ver.

Negan apareceu e não me parece estar a passar mal. Honestamente, estou a gostar muito desta storyline da reconstrução da vida normal, plantar coisas, construir pontes, etc. E está a aborrecer-me um bocadinho saber que isso é só um pormenor, porque lá vão eles ter de lutar por sobreviver a mais um vilão, que neste caso é o mesmo da temporada anterior. Tenho 100% de certeza que os desertores mencionados e que, provavelmente apareceram no fim do episódio quando bateram em Justin (mais uma vez), estão a preparar a fuga de Negan e, claro está, a recuperação de tudo o que perderam, assim como uma vingança dolorosa.

Como isto já vai longo, termino dizendo que gostei deste episódio e que continuo com esperança que daqui para a frente será cada vez melhor. No entanto, não posso deixar de pensar em como a série era muito melhor quando o inimigo principal eram os zombies e tudo girava à volta de o grupo ter de lhes sobreviver. Gostava que The Walking Dead tivesse explorado mais esse lado, tentar saber o porquê do apocalipse, descobrir uma cura. Quando lançaram Fear the Walking Dead fiquei super entusiasmada porque pensei mesmo que finalmente íamos obter essas respostas, mas não. Foi só mais do mesmo.

Desculpem lá este último desabafo. E vocês, o que acharam deste episódio?

Beatriz Caetano

 

Publicidade

Populares

heartstopper

westworld poster

Recomendamos