Designated Survivor – 02×04 – Equilibrium
| 21 Out, 2017

[Contém Spoilers]

Hannah continua encostada à parede por ter invadido propriedade privada e por ter encontrado um homem morto sem qualquer justificação. Hannah defende-se com o facto de estar a trabalhar para a Casa Branca e diretamente para o Presidente, mas as coisas podem fugir do seu controlo visto o assunto envolver membros da família do Presidente.

Acaba por contar a verdade a Forstell, que a aconselha a contar a verdade ou a falar com Kendra, que poderá ajudá-la. Hannah pede então ajuda a Kendra e esta sugere-lhe contar a situação à Primeira-Dama. Hannah assim o faz. Quando confrontada com as acusações contra a sua mãe, Alex mostra-se extremamente ofendida e diz ser impossível a sua mãe ter sido subornada para que o transplante do seu pai se realizasse e Hannah não fica muito bem na fotografia.

Mais tarde, Alex conta à mãe as suspeitas de Hannah e esta acaba por confirmar-lhe que aceitou mesmo o suborno para poder passar mais tempo com o seu marido. Alex fica em choque e pergunta-lhe o porque de não lhe ter contado isto mais cedo, tendo em conta que o seu marido atualmente é Presidente dos EUA.

Com isto, Kendra conta a Alex que o FBI, mais propriamente Forstell, iniciou uma investigação contra a sua mãe. Hannah fica aborrecida porque contou a Forstell em segredo, não para que ele iniciasse uma investigação contra a mãe da Primeira-Dama, mas Forstell diz-lhe que como diretor do FBI é sua obrigação começar a investigação, já que, para além do que Hannah lhe contou, descobriu ainda que Eric Little, o morto descoberto por Hannah no episódio passado e responsável pelo suborno há trinta anos atrás, assinou um novo contrato com o Departamento de Defesa apenas há seis meses atrás, por um valor de três biliões de dólares. O que é que nós ainda não sabemos sobre este Eric Little e o suborno?

Em relação à gestão do país, Tom vê-se com um problema na fronteira com o México. Camionistas americanos fazem um bloqueio na entrada dos EUA de forma a protestarem contra as negociações comerciais e o facto de os mexicanos estarem a “roubar” os seus empregos, visto serem mão de obra mais barata.

Durante este bloqueio há um mexicano que decide derrubar todas as barreiras com o seu camião e acaba morto a tiro por um americano (mas todos dispararam contra ele: civis americanos e mexicanos e segurança americana e mexicana), o que levanta uma questão contra a América e o seu Presidente.

Tom e o seu staff têm agora que resolver este assunto o mais rapidamente possível e de modo a conseguir evitar problemas de maior, como a perda de dinheiro e conflitos entre os dois governos.

Com dificuldades pelo meio, Tom consegue descobrir que o homem morto havia sido contratado por Arronte (um representante comercial mexicano) com o intuito de chegar a este ponto (bloqueio na fronteira) e encostar o governo americano a aceitar as condições que os mexicanos pretendiam. Assim, Tom impõe novamente o seu poder e de forma assertiva consegue que o Presidente do México aceite o atual acordo.

Tom consegue ainda estabelecer um acordo com um antigo amigo, Dax, para que este empregue cinquenta mil pessoas de ambos os lados da fronteira, garantindo emprego para aqueles que necessitam.

Neste episódio conhecemos ainda Dunning, do Office of Management and Budget, devido ao facto de ter sido encontrado partido um vaso chinês de grande valor. A investigação por parte de Dunning é incisiva e, apesar de inicialmente acusar Penny, descobre que Lyor é o autor de tal calamidade para o país. Para a compensar, Lyor tem que jantar com ela. Achei piada a esta personagem e à interação que ela foi tendo com os membros da Casa Branca e a forma como um possível interesse amoroso de Lyor foi introduzido na história.

A série continua a focar-se mais nos problemas da administração de Tom e de gestão da América, tornando-se cada vez mais num drama político (e não de muita boa qualidade) e perdendo cada vez mais aquela mistura de ameaças à segurança, conspirações e terrorismo que a tornavam mais vibrante e captavam mais atenções. Agora a única teoria da conspiração é um suborno há anos atrás que não parece ter muito interesse e que parece levar a problemas apenas políticos para Tom. Ou será que é muito mais do que isto e temos que esperar para descobrirmos as ramificações deste suborno e no fim existirá muito mais escondido do que apenas um suborno? Espero que sim e que se encontre um equilibrium para bem da série porque se assim não for não auguro nada de bom para a continuação.

David Pereira

Publicidade

Populares

minx sugestão

obi-wan kenobi

Recomendamos