Designated Survivor – 01×18 – Lazarus
| 30 Abr, 2017

Publicidade

[Contém Spoilers]

Hannah e Atwood são descobertos enquanto espiam Lozano e o seu grupo na Dakota do Norte e são perseguidos, acabando Atwood por ser atingido por um tiro.

Em Washington, Abe é contactado novamente pelo seu informador secreto (que ficamos a saber que é uma pessoa de dentro da Casa Branca), que lhe dá um novo nome para investigar: Atwood. Abe assim o faz e questiona Atwood, mas este não lhe dá muitas hipóteses.

Com a aprovação da lei de controlo de armas, Tom decide convidar Kimble para sua Vice-Presidente. No entanto, um ex-colaborador de Kimble levanta questões quando à inocência de Kimble, apresentando documentos que mostram que este, depois de uma visita à Turquia, fez com que uma medida fosse aprovada (ainda que com grande controvérsia) para enviar apoio militar para esse país, dando a entender que teve lucros com isso.

Kimble jura a Tom que não é verdade o que estão a fazer passar e que todos os restantes representantes do partido estão a tentar retirá-la do cargo e que de certeza estas suspeitas foram levantadas por eles.

Kimble acaba por descobrir que a informação veio do seu ex-colaborador e ameaça-o com provas de um crime cometido por ele alguns anos atrás.

De volta a Washington, Hannah conta a Mike que Lozano está vivo e a questão fica no ar: quem é que o FBI matou como sendo Lozano?

Hannah consegue retirar as impressões digitais do corpo do homem abatido como sendo Lozano e estas correspondem mesmo às de Lozano, o que a leva a concluir que alguém adulterou o sistema e fez corresponder as impressões digitais do homem com as de Lozano e para fazer isto esse alguém tem que ter muito poder, provavelmente a mesma pessoa  do interior da Casa Branca que tornou Tom o designated survivor. Ao ter acesso às filmagens do dia em que Lozano foi morto pelo FBI, Hannah consegue perceber que o homem nessas filmagens não é Lozano, visto que ele só sai do edifício no dia seguinte, muitas horas depois do acontecimento. Ficamos a saber que o homem morto pelo FBI sabia da sua situação e morreu de forma a poupar Lozano.

Foerstel descobre quem é o homem que morreu: Desmond Legarth. Desmond tem ligações com Browning Reed e com o CEO da empresa, Patrick Lloyd.

Hannah e Foerstel confrontam Lloyd, que, de forma a defender-se, ataca. Questionado sobre Desmond, Lloyd diz não se lembrar de tal pessoa e que ajudou tantas pessoas ao longo dos anos que não se lembra delas. Contudo, Hannah percebe que o discurso de Lloyd é igual ao discurso do livro que encontrou no episódio anterior, “Pax Americana”.

Ao chegar ao seu quarto de hotel, Hannah percebe que alguém o invadiu. Ao tentar voltar para o carro, é atacada e raptada por Lozano e o seu grupo.

Abe entra em contato com o seu informador novamente, que lhe dá informações sobre Majid Nassar. Aqui descobrimos que o informador de Abe é o mesmo homem que deu as filmagens sobre o último dia de Lozano a Hannah, mais cedo neste episódio. Mas continuamos sem saber ao certo quem é.

Bom episódio, que se foca mais na investigação de Hannah do que na administração de Tom. Temos assistido a uma alternância entre as duas histórias da série. Tanto um episódio se foca mais em Tom e na Casa Branca, como o seguinte se foca em Hannah e no ataque ao Capitólio e depois voltamos a Tom e à sua administração. Não deixa de ser uma linha que agrada aos espectadores, mas eu gostaria de ver as duas seguirem juntas, por de alguma forma continuarem ligadas e há gente dos dois meios envolvida e que irá ligar muitas pontas soltas, pelo menos acho eu.

Neste episódio acabamos sem perceber muito bem o que vai acontecer a Kimble e à Vice-Presidência. Apesar de ela ter ameaçado o ex-colaborador vai ser presente à Comissão de Ética da mesma. Já em relação à investigação, quem é ao certo este homem que é o informador de Abe, mas que está ligado à inteligência americana e à Casa Branca? Perguntas que devem ter resposta nos episódios que se seguem e que nos levam rapidamente até à season finale.

David Pereira

Publicidade

Populares

calendário estreias posters junho 2024

station 19 abc

Recomendamos