Bull – 01×01 – The Necklace (Pilot)
| 24 Set, 2016

Para não termos saudades de NCIS e do nosso querido Tony, a CBS fez o favor de nos presentear com a série Bull, onde Michael Weatherly é o personagem principal, responsável pelo estudo analítico e científico dos casos judiciais de quem tem dinheiro para os pagar, claro.

O primeiro momento diz tudo – os ricos safam-se sempre. Michael Weatherly é o Dr. Jason Bull, contratado por quem tem dinheiro para estudar os jurados e vencer casos em tribunal baseado no estudo individual e sociológico de cada um deles. Em vez de vos entregar de bandeja uma descrição do episódio, prefiro desta vez falar-vos da sensação que me deu a série e a sua possível continuidade na CBS.

Durante este episódio, Jason Bull constrói um ‘espelho’, uma cópia dos jurados através de um processo de seleção que junta pessoas com as mesmas características dos jurados para o seu caso, de forma a compreender quem devem ‘atacar’ em tribunal para vencer o seu caso. O conceito é interessante – o de que existe alguém no mundo que, baseado na sua experiência de vida, é tendencial na sua toma de decisões, fazendo-o o ‘espelho’ de alguém. Assim, o Dr. Bull seleciona as seus cobaias para resolver o seu caso: a morte de uma jovem, da qual um miúdo filho de pai rico é acusado.

O conceito da série é interessante, é diferente. Mas sendo um típico show da CBS é preciso ter alguns cuidados: no que toca a policiais e crime-solving, o canal tem tendência a entrar sempre no mesmo estilo, sem grande mistério. A verdade é que Bull, apesar do seu conceito, e de uma entrega muito especial de Michael Weatherly (que é difícil dissociar de Tony Dinozzo, mas penso que conseguiu bem distanciar-se), pode incorrer em riscos muito graves:

  • Pouco ou nada conhecemos da equipa com que Jason Bull trabalha. Tirando o moço estilista da Vogue, Jackson, sou a primeira a admitir que as identidades de cada uma das restantes personagens da equipa não me ficaram gravadas. O foco foi muito colocado na volatilidade do ser humano e no estudo da personalidade em si,  o que é interessante – bastante – mas temo que ao fim de alguns episódios a coisa acabe por cansar.
  • Outro tema que acho que pode ser um risco: toda a audiência gosta de uma história de herói – ou anti-herói. Neste primeiro episódio, vemos Jason Bull a trabalhar com ricaços. Ou todos os episódios são como estes: em que ele realmente ajuda alguém que precisa da ajuda – o miúdo acusado e não o pai (quem pagou) – ou se esse elemento se perde, temo que a CBS tenha um fracasso em mãos.

Quem sabe estarei errada! Este piloto faz-me lembrar um pouco The Mentalist. Talvez menos obscuro, mas ainda assim com um cheirinho de mistério como quando Jason Bull fala do seu passado com uma das juradas de uma forma bastante pesada. E The Mentalist durou e durou…

Na minha opinião? Se gostarem de séries tipo O Mentalista ou Lie to Me, deem uma oportunidade a Bull. Quem sabe não será a vossa próxima série de culto! Se este género não vos interessa, então duvido muito que a prestação de Michael Weatherly seja a suficiente para vos cativar a ver mais!

Joana Pereira

Publicidade

Populares

heartstopper

westworld poster

Recomendamos