3x12 - New York City Serenade

3×12 – New York City Serenade

 

Contém SPOILERS.

É verdade sim senhora. Após meses e meses em hiato, Once Upon a Time regressou finalmente à televisão americana! Confesso que vi este episódio com algum receio, porque após tanto tempo fora do ar e pela maneira como terminou o último episódio, a expectativa era grande. Mas raios se o episódio não valeu a pena a espera!!

Uau, nem sei por onde começar! Apetece-me falar de tudo ao mesmo tempo… Ah, já sei! Nada melhor do que começar pelos traidores. Obrigada, Aurora. Achava-te uma fofinha e és das minhas princesas favoritas. Ela tinha mesmo que os denunciar à Wicked Witch?! Certamente que poderia ter-se unido aos outros que com certeza lhe protegeriam o bebé. Bah.

Na Enchanted Forest tudo ia mais ou menos tranquilo. O pessoal estava finalmente em casa e foi impossível não ver a animação nos rostos deles. Storybrooke é Storybrooke mas, como já tinha dito, quero muito que eles voltem definitivamente para lá no final da série.

Vimos Bae e Belle ainda com esperança de reencontrar Rumple. E acho muito bem! Mal deles se desistissem. O feiticeiro anda por aí e mal posso esperar para saber onde! Espero que volte em grande e tire o sorrisinho da cara daquela bruxa verde. Também estava deserta de ver a Red… Ui. Nem deu para matar saudades. Ela apareceu dois segundos. Pensava que ela ia fazer uma participação decente, que raio foi aquilo? É bom que ela volte a aparecer!

Apesar de todos os (muitos) problemas do passado, Charming, Snow e Regina uniram-se para dar estabilidade aos recém-chegados. Aquilo vai demorar, mas pode ser que um dia eles possam ter a melhor relação possível apesar de tudo. Precisam disso agora mais do que nunca.

Partiu-me o coração ver Regina enterrar o seu próprio coração com a dor de ter perdido Henry. Todavia, gostei de ver o apoio de Snow. E gostei ainda mais do aparecimento do Robin Hood. A faísca deu-se logo! Vai ser a típica (ou neste caso, nada típica) relação de amor/ódio.

Snow White: He’s cute.

Entretanto, em Nova Iorque, Hook continuava à procura de maneiras de chamar a atenção de Emma. Até invade um jantar romântico com o novo beau dela, Walsh. Curiosamente, nesse jantar ela também foi pedida em casamento… huuum. Cheirou-me logo que havia algo de errado com Walsh… ou não fosse isto Once Upon a Time! Mas um macaco-morcego? Era escusado (e nojento).

Quando Hook deu a poção a Emma fiquei um pouco desiludida. Sempre pensei que ele a raptasse ou assim. Contudo, ver a cara dela após ter bebido aquilo… Parecia mesmo outra pessoa!

Foi estranho ver Henry completamente à nora do que estava a passar. E logo ele que estava sempre dentro de tudo. Vê-lo a encorajar a mãe a casar com Walsh também me fez confusão. Ele estava tão… diferente! E enquanto Emma voltou a si, ele continua na ignorância.

No final, aconteceu o momento que mais esperava… O reencontro de Emma com os pais! E é assim que sabemos que nenhum deles  se lembra do que se passou no último ano (as últimas memórias são da partida de Emma) e só se sabem que se passou esse tempo porque… A Snow está grávida! Claro que os criadores iam aproveitar a gravidez da Ginnifer. Ainda por cima a criança é mesmo do Charming!

Por detrás disto tudo está, como é óbvio, a Wicked Witch of the West. Diz que é a sua vingança. Ela não diz de quem mas parece-me óbvio que é da Regina. A lista de inimigos da Evil Queen é quase infinita.

Agora é esperar e ver! Isto vai dar pano para mangas, com muitos flashbacks (espero) do último ano do pessoal na Enchanted Forest, momentos entre Hood e Regina, etc.

Nota: 9/10

Maria Sofia Santos