almosthuman01x11

01×11 – Disrupt

Novo episódio de Almost Human e nova quebra nas audiências. Esta semana a série voltou a ficar muito próxima dos valores mais baixos de sempre neste capítulo, levando já três semanas consecutivas em queda. Contudo, desta vez poderá haver a justificação da transmissão dos Jogos Olímpicos de inverno, que acabaram por “roubar” audiências à maior parte das séries em exibição.

Esta semana, a história centra-se na morte de um casal por um sistema de segurança doméstico, super sofisticado. Esse mesmo sistema já teria morto um jovem, um ano antes, que, supostamente, teria tentado invadir a casa. O grupo de ciber terrorismo chamado Disrupt acaba por se tornar suspeito e avança com alguns ataques para mostrar desagrado pelo facto de ninguém ter sido condenado pela morte de Aaron, o jovem que foi morto pelo sistema de segurança da casa.

John não perde uma oportunidade para “picar” o detetive Paul. Aproveita uma ausência do seu colega para espalhar boatos sobre ele pela esquadra. Armar confusão, claro. Só é pena que não tenhamos visto a reação de Paul à brincadeira de John.

Entretanto, Rudy fez uma intervenção em Dorian, sem autorização do andróide. Este, quando soube, não gostou nada e canalizou o assunto para um lado mais pessoal, mostrando cada vez mais uma tendência humana. Esta alma sintética parece cada vez mais distante do seu lado “máquina”. Até já interioriza o conceito de amizade. Muito avançado!
Nessa intervenção, Rudy descobre memórias humanas gravadas na memória de Dorian. Ninguém consegue explicar como aconteceu e porquê.

Quanto à detetive Valerie, volta a ter um episódio onde tem grande destaque. A equipa assim parece mais equilibrada, com a participação de Valerie nos casos policiais mas também na sua relação com John, que tem vindo a esfriar.

À medida que a série vai avançando, vão ficando várias histórias pendentes. Esperemos que não deixem passar muito tempo até retomar essas histórias, para que não se percam.

Nota: 7/10

Ricardo Almeida