7x13 - The Occupation Recalibration

7×13 – The Occupation Recalibration

 

Contém SPOILERS.

Well… parece que estava errada! Tudo acabou bem para Penny e Leonard (pelo menos para já porque isto no mundo das séries nunca nada está seguro). Esta história foi resolvida de forma limpa e sem grandes rodeios e dramas (para drama já bem bastou o último episódio).

Penny despediu-se FINALMENTE do Chessecake Factory. Tudo bem que tinha bastante piada as cenas no restaurante com ela lá mas isso não tem que mudar completamente. Ela já merecia esta volta na sua vida.

Gosto sempre quando eles mexem com a dinâmica das personagens e já ficou provado que o par Sheldon e Penny funciona muitíssimo bem. E tudo funcionou bem desta vez desde Sheldon a apoiar a decisão de Penny se despedir para ir atrás do seu sonho até à cena de eles os dois a fazer ioga (visto que Sheldon foi novamente forçado a tirar uns dias de férias. pobrezinho).

Sheldon: Well, to be honest, I thought she said Yoda.

Esta história acabou bem, com Leonard a confessar a Penny que a apoia, mas ficou reticente porque não conseguiria ter a coragem dela de se despedir. Foi um momento bonito… que se transformou em engraçado quando Sheldon começou a falar em eles viverem os três juntos. É nestes momentos em que não percebo onde é que a relação dele com Amy vai parar. Mas enfim, not important here.

Por falar em Amy. Também já tinha referido o quanto tinha adorado a interacção dela com Howard. E Chuck Lorre fez-me a vontade e juntou-os novamente, mais o Raj à mistura. Claro que deu coisa boa.

A história em si não foi muito complexa, foi mais a troca de palavras entre os três, as expressões (os sorrisos matreiros do Raj particularmente) e a química entre actores. Raj e Howard ajudaram Amy a dar uma tampa com delicadeza a um colega que estava interessado nela.

Raj: So we tell him she’s a lesbian?

Howard: Of course!

Todavia, esta pequena maldade vira-se contra eles e acabam por ser estes dois a acompanhar Bert ao Rock Show. Muito bom!

Por fim, Bernadette teve a sua própria história… com Stuart. Sim, também não estava à espera. Mas foi uma boa mudança de ares! Agora só falta juntá-la com o Sheldon.

Bernie queimou uma comic do Howard e, para não ter que dar razão ao marido, vai pela calada à livraria de Stuart pedir ajuda para o comprar. Gostei de a ver defender o amigo quando foram a outro sitío (e com aquela voz mágica estranhamente parecia com de Mrs. Wolowitz – medo) mas a necessidade do comic falou mais alto e ela voltou no final do episódio em segredo. És fresca, és, Bernie.

A única parte deste episódio que me pareceu mais… idiota, talvez seja a palavra certa, foi ver Leonard e Penny a tratarem Sheldon como se fosse um cão. Não teve piada.

A mais de metade da temporada, The Big Bang Theory ainda tem muito que dar. Penny está desempregada e queremos saber o que vai sair dali. Raj continua SEM NAMORADA. E Amy e Sheldon… é ou não é?

Nota: 8/10

Maria Sofia Santos