arrow02x11

02×11 – Blind Spot

Já foi emitido mais um episódio de Arrow. A série tem vindo a perder audiência nas últimas semanas e este episódio voltou a aproximar-se de valores muito baixos. Em dezembro a CW mostrou-nos a série a seguir caminhos que geraram algum descontentamento e até alguma crítica negativa nas redes sociais. O facto é que ainda não estão a conseguir inverter a tendência negativa.

No episódio anterior tínhamos tido uma revelação que deixava muito a desejar. Afinal, Slade está de boa saúde. Mas agora, quer vingança. Mais uma vez, a CW mostra que os personagens nunca estão verdadeiramente mortos ou esquecidos. Já tinha sido assim com Sara. Estou mesmo a ver a Shado a surgir um dia destes, depois de ter sido abatida à queima roupa. Ou Tommy, levantar-se do túmulo onde Oliver reza tantas vezes. Era o fim da macacada!

O Vigilante e a sua equipa continuam à procura do homem da máscara, aka Vereador Sebastian Blood. É uma luta que, honestamente, ainda não conseguiu despertar-me grande interesse. Era mais entusiasmante quando Oliver e Malcolm Merlyn tentavam matar-se um ao outro, mesmo que esta luta se tivesse arrastado durante muito tempo. O facto de Oliver ser menos agressivo no combate ao crime também influencia o interesse na série (ou a falta dele).

Roy continua a explorar os poderes que lhe foram “oferecidos”. Quando Oliver disse que ia ficar atento a ele, por causa do mirakuru que lhe foi injetado, pensei que ia mesmo ficar atento. Fazer-lhe uma visita de longe a longe não me parece útil. Entretanto, Roy vai ficando mais confiante e ao mesmo tempo, mais independente. Já o disse e continuo a defender: não tarda o Vigilante terá de lutar com Roy, mesmo que por enquanto o queira ensinar, controlar. Dá-me ideia que a coisa vai correr mal.

A luta entre Oliver e um mascarado qualquer, apesar da tentativa, não foi surpreendente. Era óbvio que a CW não ia terminar com Sebastian Blood ali. A única incógnita seria em relação ao portador da máscara. Tinha de ser alguém do “bando” do Vereador, como era natural. As minhas fichas, por acaso, estavam no agente Daily.

Nos flashbacks, aquilo mais parece uma telenovela. Nunca me despertou grande interesse esta parte da série (apesar de compreender, por uma questão de contexto), mas está numa fase de aborrecimento puro.

Pela terceira semana consecutiva, o episódio não foi nada de especial. Demasiado pobre e muito denunciado. Acho que mesmo quem não acompanha a série era capaz de acertar no desfecho deste episódio. Está na altura da CW mostrar mais!

Nota: 4/10

Ricardo Almeida