7×09 – The Thanksgiving Decoupling

07×09 – The Thanksgiving Decoupling

Contém SPOILERS.

Ah, as saudades que eu tinha de um bom episódio do Dia de Acção de Graças – ou Thanksgiving como é mais conhecido. Quando via Gossip Girl eram sempre os meus episódios preferidos. Ainda bem que resolveram fazer um também aqui. Junta drama familiar e muitas gargalhadas. E este episódio de The Big Bang Theory teve muito de ambos.

Antes de começar com os elogios que tornaram este episódio o meu preferido desta sétima temporada, vou falar do único ponto baixo que encontrei… As piadas deveras racistas do Sheldon. Eu percebi onde ele queria chegar mas foi exagerado.

Dito isto, vamos lá às – muitas – partes boas. Mrs. Wolowitz voltou! E com ela as discussões com o filho. Bernadette e Howard são os dos meus casais preferidos da TV americana, porém, sinto falta da interacção dele com a mãe. Era sempre tão engraçado!

Falando em Howard… Pobre Howie! O sogro ignora-o sempre. De certa forma, faz-me lembrar-me Phil de Modern Family. No entanto, foi bom saber que Mike gosta dele, nem que seja nem só um bocadinho. Lembro-me de ele aconselhar Howard a ir para International Space Station na quinta temporada. Esse foi um momento bonito.

Inesperadamente, acabou por ser Sheldon a cair nas boas graças do pai da nossa Bernie. E quem é que não gosta de ver o Dr. Cooper com uns copos a mais? Jim Parsons no seu melhor e a sua performance no episódio já pede outra nomeação para um Emmy Award.

Sheldon: Ain’t she great?

Esta tirada muito texana e muito pouco Sheldon foi hilariante e muito querida. Os seus elogios para Amy são raros e, mesmo estando embriegado, deu para ver que veio do coração. Oh, Shamy!

Penny, Penny, Penny… Casada com o Zack, a sério? Não me importei mesmo nada. Sempre adorei o Zack e isto serviu de desculpa para ele voltar (as suas tiradas são sempre épicas) e para causar drama na relação de Penny e Leonard, o que não acontecia há algum tempo. Gosto muito deste casal pouco convencional, mas também me rio imenso quando eles discutem. Achei, porém, pouco credível que Penny não soubesse que os casamentos em Las Vegas são válidos (hello, What Happens in Vegas, Friends, etc?!). Mas vá, esta história foi tão cómica que esse lapso passa. Ficou tudo bem no final, thank god. Agora estou curiosa para saber que desenvolvimento os argumentistas têm planeado para eles. Como Leonard e Penny andam quase sempre num impasse…

O que também ajudou a esse plot bem sucedido foram as cozinheiras de serviço, Raj, Bernadette e Amy (irei sempre guardar a imagem do meu indiano favorito envergando um avental). Eles estiveram sempre em cima do acontecimento e as suas intervenções foram super divertidas. Mas quero um episódio mais centrado no Raj no futuro, por favor!

Nota: 9.5/10

Maria Sofia Santos