A segunda temporada de American Crime Story encontra-se ainda nas primeiras fases de desenvolvimento, mas já se fala no retorno de grande parte do elenco de The People V. O.J. Simpson.

O segundo evento da antologia irá focar-se no modo como os EUA lidaram e responderam à catástrofe natural que ficou conhecida como Furacão Katrina. Ao que parece, a decisão de prosseguir esta linha de pensamento terá resultado de uma sessão de debate acerca do significado da palavra crime entre a equipa criativa. Chegando à conclusão que se trata de eventos após os quais nada permanece igual, a tempestade que atingiu Nova Orleães a 25 de agosto de 2005 pareceu ser a escolha indicada.

John Travolta foi um dos primeiros nomes a mostrar interesse no projeto, tendo estado presente no terreno pouco tempo após a tempestade se ter dissipado. O ator terá voado para o Louisiana assim que possível, juntando-se às equipas de apoio e resgate.

Sarah Paulson consta também da lista de possíveis regressos, tendo vindo já a público demonstrar o seu interesse em continuar a trabalhar com a equipa criativa, principalmente num projeto que tanto lhe diz: “Para mim, a ideia de tratar Katrina como uma história americana de crime é incrivelmente ressonante, poderosa e precisa.”

Nina Jacobson e Brad Simpson, os produtores da série, confirmaram que a primeira visita exploratória a Nova Orleães por parte da equipa de escritores terá acontecido já na semana passada. O propósito será explorar as histórias de negligência e da disparidade de tratamento pós-catástrofe.

Embora não se tenham erguido na altura personagens de carne e osso como no caso de O.J. Simpson, Brad Simpson não se mostra muito preocupado com a ligação da audiência à história. Para o produtor de American Crime Story, se há coisa que ambos os eventos têm em comum é que os EUA pararam para assistir, para os seguir, vendo expostas verdades sobre as quais talvez não tivessem ainda conhecimento e que, de um modo ou outro, acabaram por alterar a sua visão do país.