David Cross (Arrested Development) é o nome mais recente a juntar-se ao elenco da 3.ª temporada de Genius, da National Geographic, que se irá focar na lendária cantora Aretha Franklin. Cross irá desempenhar o papel do produtor musical Jerry Wexler nesta temporada de oito episódios, que deverá estrear na próxima pimavera.

Wexler é descrito como conflituoso. O produtor lendário, originário do Bronx, é um dos primeiros a descobrir o talento e potencial incrível de Franklin. Ele é um caçador de talentos com bom ouvido, que anda pelas ruas à procura de talentos no mundo da música e que não tem medo de entrar em clubes segregados para encontrar músicos talentosos como Ray Charles ou Wilson Pickett. Até foi ele quem cunhou o termo “rhythm and blues”. Wexler levou Franklin da Columbia para a Atlantic Records e trabalha com ela entre 1966 e 1979, altura em que gravou alguns dos seus sucessos mais icónicos. É um homem de negócios inteligente, que acredita genuinamente em Franklin, mas o seu sucesso também torna a sua companhia discográfica mais valiosa, o que causa um conflito de interesses à medida que a relação criativa dos dois vai amadurecendo.

Margo Martindale (The Americans) irá desempenhar o papel de Lucianne Steinberger Goldberg em American Crime Story: Impeachment, a 3.ª temporada da série premiada do FX, que se centra no escândalo que abalou a presidência de Bill Clinton.

Goldberg, uma agente literária e autora, conheceu Linda Tripp enquanto trabalhava numa proposta para o livro sobre a morte do assistente de Clinton, Vince Foster. As duas mulheres tornaram-se amigas e, em 1997, Goldberg aconselhou Tripp a gravar secretamente a antiga estagiária da Casa Branca, Lewinsky, a falar da sua relação de caráter sexual com o Presidente Clinton. Goldberg deu um conselho erróneo a Tripp, que era legal gravar conversas telefónicas em Maryland sem o consentimento da outra pessoa envolvida.

A série está programada para estrear em 27 de setembro de 2020, cerca de um mês antes das eleições presidenciais dos EUA.