Classificação

7
Interpretação
6
Argumento
7
Realização
6
Banda Sonora

Dylan O’Brien e Ed O’Neill (Jay Prichett em Modern Family) a interpretarem um casal? Sim, é possível em Weird City, uma recente antologia de ficção científica, criada por Jordan Peele (conhecido pelo filme Get Out) e Charlie Sanders, e distribuída pelo Youtube Premium.

A série contará com 6 episódios, com histórias e personagens distintas mas todas focadas na metrópole de Weird, uma cidade futurista. Se já viram Black Mirror não vão conseguir distanciar as duas séries, já que Weird City apresenta elementos semelhantes, como óculos de realidade virtual com aplicações incorporadas, sistema de pontos de sociedade e até uma aplicação para descobrir a verdadeira alma gémea (…sim, basicamente o episódio Hang the DJ). Mas ao contrário de Black Mirror, esta série não deixa as nossas emoções e o nosso coração completamente despedaçados no fim de cada episódio! É, na verdade, bastante humorística e este é um elemento que a distingue, o que é positivo.

Neste primeiro episódio de pouco menos de 30 minutos, as personagens de Dylan O’Brien e Ed O’Neill acabam por se juntar devido a uma aplicação de almas gémeas, o que os deixa a ambos estupefactos. Achei que ia assistir a uma história embaraçosa entre ambos mas de certa forma acabou por resultar. É sem dúvida uma combinação weird, mas a escrita e a dinâmica acabaram por me convencer.

Não sei bem como descrever os meus sentimentos em relação ao episódio, talvez pela sua curta duração e pelo facto de ser definitivamente uma série estranha. Não é uma série fantástica mas também não é má, e acho que para a sua duração conseguiu entreter-me. O facto de eu gostar de séries distópicas e de ficção científica também ajuda bastante, já que os elementos futuristas estão bastante bem conseguidos. Talvez acabe por dar uma oportunidade e veja o resto da temporada.

Ana Oliveira