Classificação

8.9
Interpretação
9.2
Argumento
9.2
Realização
9
Banda Sonora

[Pode conter spoilers]

Os tempos atribulados de The Walking Dead estão definitivamente no passado. A série recuperou o seu potencial e entregou mais um excelente episódio. Dá gosto voltar a passar 45 minutos semanalmente a ver mais um capítulo desta história icónica.

Omega foi um episódio cheio de tensão desde o primeiro minuto até ao último, com uma hierarquia de acontecimentos muito bem planeada. Excetuando a cena em que as novas adições de Hilltop se decidiram a aventurar sozinhas pela floresta à noite, tudo o resto foi de um interesse máximo e conseguiu captar a atenção non-stop.

Para mim toda a sequência de Lydia e Henry nas suas celas a conversarem, intercalada com as imagens do início do apocalipse (algo que já não víamos há mesmo muito tempo), foi de um inteligência suprema. De forma bastante simples, mas eficaz, conseguiram contar-nos a história daquela que se tornaria na famosa Alpha e mostrar-nos as suas capacidades persuasivas, mesmo para com a própria filha.

Gosto de ver que Daryl voltou a ter o destaque merecido e que conseguiu encontrar algum tipo de rumo na sua vida novamente. Vaguear eternamente pela floresta, imundo e fedorento, com o seu cão Dog como único companheiro é uma boa descrição de Daryl, mas no fundo não se resume apenas a isso e tem capacidade para muito mais, como já vimos em temporadas anteriores. Tanto Daryl como Tara têm potencial para muito mais do que lhes têm dado de crédito até agora e espero que os seus papéis se mantenham importantes.

Quanto a Henry tenho apenas a dizer que precisa de crescer rapidamente! Faz-me muito lembrar o Carl inocente de antigamente que não via o que estava à sua frente. Henry deve ser seu primo afastado para não conseguir ver que Lydia o estava a enganar (ou a tentar). Acredito que os danos psicológicos da pobre rapariga sejam demasiado graves para que tenham alguma solução. Ser manipulada desde criança pela mãe para acreditar em coisas que nunca aconteceram não deve fazer bem ao desenvolvimento emocional de uma pessoa. Estou bastante dividida em relação a Lydia. Será mais uma convertida à ideia da reformulação do mundo ou não tem qualquer hipótese de virar para o lado da Força?

Relativamente a Alpha, digo apenas que em termos de caracterização não podiam ter feito melhor. A mulher está medonha! Se fosse eu no lugar deles tinha-lhe dado logo um tiro sem pensar duas vezes. Já vi imagens da BD e a personagem não parece remotamente tão assustadora como na série. Pessoal que já leu a banda desenhada, por favor manifestem-se e digam o que acham de uma versão e de outra de Alpha.

Parece-me óbvio que, mesmo que Lydia seja devolvida, os Whisperers não se irão embora sem mais nem menos. Os seus motivos para matarem pessoas indiscriminadamente ainda estão por revelar completamente. Creio que talvez tenha a ver com o facto de Alpha achar que todos os que pensam nalgum tipo de futuro são fracos e, portanto, não merecem viver. Estou curiosa para saber qual será a decisão de Daryl e Tara.

Vamos no décimo episódio da 9.ª temporada e ainda muito está por acontecer até ao fim desta edição de TWD. As peças em jogo neste momento têm tudo para nos dar uma temporada fantástica e resgatar por completo a série da miséria que foi a anterior. Contudo, também muita coisa pode correr mal e a storyline fantástica que existe neste momento pode perder-se num argumento fraco ou numa produção mal conseguida. O meu desejo é que tudo corra pelo melhor e que The Walking Dead seja uma série que todos se orgulhem de dizer que veem.

O que têm achado destes últimos episódios? Os Whisperers terão a capacidade de manter a série neste nível elevado até ao fim da temporada?

Beatriz Caetano