Classificação

7.5
Interpretação
6.5
Argumento
7
Realização
6
Banda Sonora

Chama-se The Oath (o juramento), tem Sean Bean, a dada altura alguém diz winter’s coming (o inverno está a chegar) e temos corvos (pelo menos de nome), mas não vamos falar de Game of Thrones.

The Oath é uma web série da Crackle que aborda o mundo do crime, mas quando este é cometido por quem o devia combater, ou seja, nesta série os criminosos são a própria polícia. Diferentemente do que costumamos ver noutro género de series, onde há polícia e há corrupção, nesta este assunto não é de todo tratado com pinças. Aborda o crime organizado, gangues compostos sobretudo por polícias, sejam detetives ou não. A série começa com um assalto perpetrado por três encapuzados a um banco, três assaltantes que minutos depois, vestindo a farda da polícia, vêm investigar o seu próprio assalto. Curioso! Estes são membros do gangue The Ravens (os corvos), um dos vários gangues de polícias, que não são de todo diferentes dos outros gangues de não polícias. Estes têm também outros polícias e outras pessoas de interesse nas suas folhas de pagamento, gente que os vai encobrindo.

Congratulando-se com os ganhos obtidos no assalto, os membros discutem sobre o destino do dinheiro, uma parte substancial será para a contratação de um novo advogado para que possa retirar o cabecilha do gangue da prisão, falo de Tom Hammond (Sean Bean), polícia e preso. As relações entre os Ravens não são as melhores desde que Tom foi encarcerado; um dos filhos ficou a tomar conta das operações e o outro filho anda-se a armar em rebelde e os restantes membros não veem isso com bons olhos. A dada altura, agentes federais do FBI detêm os quatro membros da quadrilha e propõem-lhes um acordo para que arranjem provas e denunciem outros gangues de polícias em troca da sua liberdade. Na posse de diverso material fotográfico e provas concretas, o grupo vê-se entre a espada e a parede e assim obrigado a aceitar o acordo, mas para isso vão ter que integrar um novo membro no grupo, um agente federal que irá acompanha-los para garantir que tudo corre como o esperado.

Num primeiro encontro com um membro importante de um gangue rival, Byrd, o agente federal impõe a sua presença nesse mesmo encontro, apesar de ser considerado arriscado pelos restantes pelo simples facto de o agente não ser conhecido entre os demais, o que pode despertar desconfiança. É mesmo o que sucede, o encontro corre mal e, numa fuga, o membro do outro gangue acaba por cair de uma altura bastante considerável e morre, o que constitui um grande problema para os Ravens, porque todos sabiam que eles se iam encontrar nessa noite.

A história está engraçada, a realização e a fotografia da serie não são más, mas não a achei nada interessante. Este primeiro episódio foi um bocado confuso, com muitas coisas a acontecerem, sem intervalos para que se possa respirar; não nos podemos queixar que não tem ação, mas, muito sinceramente, não fiquei com vontade nenhuma de ver o resto da série. Apesar da presença de Sean Bean, que é sempre agradável rever, não vale só por isso.

Ana Galego Santos