Classificação

3
Interpretação
2
Argumento
4
Realização
7
Banda Sonora

Apesar de a data de estreia nos EUA ter sido a 21 de agosto, a verdade é que The Good Karma Hospital já estreou (e acabou, pelo menos a primeira temporada!) em fevereiro deste ano e já tem uma 2.ª temporada a caminho.

Estou, sem exagero nenhum, há 20 minutos a olhar para este post e a pensar no que vou escrever sobre a série. Não é que seja má, a ideia é engraçada, mas… mais séries de médicos? Mais séries em que alguém dá um passo cego e muda de vida noutro país? Hmmm…

A história gira à volta da Dr.ª Ruby Walker, interpretada por Amrita Acharia, uma inglesa a quem a vida não corre assim tão bem, e que decide responder a um anúncio para ir trabalhar num hospital na Índia. Já dá para perceber a série toda, não é verdade?

Chega lá, depara-se com a Dr.ª Lydia Fonseca, a chefe “durona” interpretada por Amanda Redman, e com uma realidade da qual antes não fazia ideia: demasiados pacientes para os médicos disponíveis; ali todos os médicos fazem de tudo um pouco, têm poucos meios, a sala de espera é na verdade o terreno em frente ao edifício. Sem contar que tem ainda que se adaptar às tradições do próprio país e aprender a aceitar a visão dos seus pacientes.

Claro que no meio disto tudo há ainda espaço para o típico médico arrogante que se acha o melhor de todos e que se opõe à vinda de Ruby para o hospital, pois a doutora não é uma cirurgiã como ele esperava. Quanto apostam que vai ser o interesse amoroso dela?

Pelo final do episódio, Ruby já aceitou a sua vida nova e está pronta para o desafio. Ao menos tiveram cuidado com a banda sonora!

Daniela B.