Classificação

9.4
Interpretação
8.9
Argumento
8.7
Realização
8.2
Banda Sonora

[Contém spoilers]

Cogito ergo sum

Como diria o Aquaman: “Flash, ma man!”. Isto sim foi um episódio com o nível que queremos e merecemos. Num único episódio, visto através dos olhos dos DeVoe, aprendemos quase tanto sobre estes novos vilões como numa temporada inteira com Savitar. Foi um episódio leve em ação, mas cujo forte argumento compensou por qualquer outra coisa e conseguiu entreter por completo.

Neil Sandilands e Kim Engelbrecht são brilhantes nas suas atuações como The Thinker e The Mechanic. E é incrível ver o Flash a ser completamente surpreendido por um vilão de calibre diferente de tudo aquilo que vimos até agora. Para além de estar a par de todas as ações de Barry e de toda a Team Flash, consegue prever todas as próximas jogadas e ataca-os de maneiras que eles nunca experimentaram. Só neste episódio vemo-lo conseguir fazer Barry começar a duvidar de si mesmo e os outros elementos a questionarem as suas ações, sem falar nos problemas que trouxe a Barry com a força policial. Tudo isto sem sair da cadeira. The Thinker (que poderia ter vindo a chamar-se The Teacher) mostra que a sua inteligência não é par nem do Council of Wells, que já por si representam algumas das mentes mais brilhantes do multiverso.

Tal como nos comics, DeVoe consegue aceder propriamente ao seu intelecto melhorado através do uso do Thinking Cap. Este também lhe fornece poderes de telecinesia e controlo mental que o tornam um oponente perigoso também em termos ofensivos. Será que veremos o vilão a ter esses poderes também na série? Da mesma maneira, tanto nos comics como aqui na série, os poderes meta-humanos de DeVoe tiveram efeitos secundários, dando-lhe cancro numa das versões e noutra paralisia. Foi bastante interessante voltar a 2013 e ver os eventos que rodearam a explosão do acelerador de partículas. Já pensaram que na entrevista que Wells estava a dar (que na verdade era Thawne), ele vê DeVoe e Barry no mesmo sítio, pouco tempo antes de ambos ganharem os seus poderes, e sabe que no futuro irão estar a combater um com o outro? Talvez tenha sido por isso que desejou “boa sorte” a DeVoe.

Apesar de acompanharmos o casal DeVoe durante a maioria do episódio e descobrirmos muito acerca deles, ainda fica muito mais por descobrir. Qual é na realidade o plano mestre de DeVoe? Como é que ele pensa inspirar as pessoas a serem melhores? Onde entram os novos meta-humanos nisto tudo? E porquê tornar-se um inimigo de Flash? E quanto à sua mulher, Marlize, partilha completamente da sua visão ou está um pouco cega por amor?

Algo que na maioria das vezes já vem como dado adquirido e torna algumas histórias um pouco repetitivas é a origem dos poderes de vilões e heróis na série. Mais de metade dos super que vemos em The Flash são meta-humanos que ganharam os seus poderes pela exposição a matéria negra. Existem infinitas hipóteses para alguém ganhar super-poderes e, quanto mais arrojadas, mais surpreendente é quando as descobrimos, no entanto aqui parecem ir quase sempre dar ao mesmo sítio.

Esperemos que o regresso de Wally seja uma indicação de que lhe será dado um arco de história decente em breve. Um dos problemas de que a série sofre é muitas vezes não conseguir dar o tempo suficiente a todas as boas personagens que possui. Repararam que Wally diz que esteve a lutar contra uma estrela-do-mar gigante vinda do espaço? Provavelmente estava a referir-se a Starro, um oponente da Justice League.

Parece que agora os produtores também apanharam a moda de fazerem referências aos heróis da Marvel. Há uns episódios foi Felicity a referir o Hulk e agora Barry faz referência ao Spider-Sense (um dos poderes de Spider-man).

Estão preparados para o maior e mais esperado crossover do ano? A tradição, iniciada em 2014 e que atingiu o seu pico o ano passado, continua em “Crisis on Earth-X”. O evento será dividido em quatro partes, envolvendo Supergirl, Arrow, The Flash e Legends of Tomorrow. Os episódios do crossover serão:

  • “Crisis on Earth-X, Part 1” (Supergirl)
  • “Crisis on Earth-X, Part 2” (Arrow)
  • “Crisis on Earth-X, Part 3” (The Flash)
  • “Crisis on Earth-X, Part 4” (Legends of Tomorrow)

Por isso, para a semana e no próximo episódio de The Flash, já serão apanhados a meio do crossover. Não se esqueçam de começar a ver a aventura em Supergirl. É chegado finalmente o dia do casamento entre Iris e Barry, mas parece que os vilões não receberam o aviso para lhes darem uma folga. Até lá, boas corridas!

E agora, para terminar, uma batalha de Flash vs Flash; que versão do speedster preferem, a do Arrowverse ou da DCEU?

Emanuel Candeias