Classificação

9.5
Interpretação
9.5
Argumento
9.5
Realização
9.5
Banda Sonora

Este artigo contém spoilers!

Senhoras e senhores, meninos e meninas, eis que vos apresentamos Miss Josephine Lightbourne!!!

Para quem está a acompanhar a série, sabe que no último episódio a nossa Clarke morreu e o seu corpo foi usado para trazer a filha morta dos Lightbourne de volta. Pois é! O primeiro ponto é que parece que Clarke morreu mesmo. Pelo menos tudo indica que sim, dado que todos os corpos sacrificados para trazer os mortos de volta não voltaram a acordar. O segundo ponto é que Josephine chegou como uma rainha.

Acho que o ponto mais interessante para este episódio seria perceber até que ponto esta linha narrativa ia funcionar e, meus amigos, digo desde já que para mim funcionou na perfeição! A Josie é uma sociopata super interessante. O primeiro passo que dá é cortar a garganta de Kaylee porque tinha sido ela a matá-la. Sendo que Kaylee acabara de perder a filha Rose. Nem um pingo de compaixão! Mas mais do que isto, Josie é inteligente, sarcástica, desafiadora e é claramente a princesa daquele lugar. Palmas, muitas palmas para Eliza Taylor, que arrasou com tudo ao interpretar esta nova versão de Clarke.

Aproveitando o corpo de Clarke, Josie é mandada pelos pais como infiltrada para descobrir se existem mais nightblood. Ela lá vai conseguindo controlar a situação. Voltamos a ver Abby, que está desesperada para trazer Kane de volta. Abby ainda nota diferenças em Clarke, mas o novo vício da médica deixou-a completamente cega. Não estou a gostar muito deste núcleo. Parece que Abby está ali só por estar desde a última temporada. Ela, Echo e Emori parecem estar sentadas no banco de suplentes à espera que sejam precisas para alguma coisa e confesso que não gosto muito disso, mas, claro, numa série com tantas personagens é normal que algumas tenham menos protagonismo.

Continuando, Jordan não só é a cara do pai, ele é o pai em pessoa e não descansa enquanto não descobrir o que realmente se passa. Não é burro e percebe que Delilah deixou de existir de um dia para o outro. Descobre a sala das transformações e o grupo vê um vídeo da primeira transformação quando um médico chamado Gabriel (sim, esse mesmo!) usa o corpo de uma rapariga chamada Brooke para trazer Josie de volta. Ele, juntamente com Russell, é bem sucedido, mas Gabriel, que era o namorado de Josie, não parece muito convencido de que estão a fazer o correto. Bellamy, Gaia, Jordan e Murphy sabem agora a verdade. O problema é que Clarke estava com eles. Ela descobre que Madi é nightblood e fica logo entusiasmada.

Começa aí um debate interessante. Será ético o que esta sociedade faz? Claro que matar pessoas para trazer outras de volta não é correto, mas dentro da sociedade, as pessoas, como é o caso de Delilah, aceitam doar o corpo de livre vontade para trazer os primeiros de volta. Eles olham para essas pessoas como se fossem deuses. É quase uma religião. Confesso que estou de acordo com Bellamy e Jasper, mas Murphy acha que uma vez que quem decide é a própria pessoa, então não tem nada de mal. Inclusive o episódio acaba com Josie a revelar a verdade a Murphy e a aliciá-lo para entrar no jogo e ser imortal. É mais uma questão que The 100 nos deixa para pensar. E vocês o que acham? Digam nos comentários.

Uma nota breve sobre a parceria Octavia/Diyoza. As duas formam uma parelha muito peculiar e acho que vão ser elas a salvar toda a gente. Os filhos de Gabriel, agora mais em foco pela personagem Xavier, parecem ser um grupo que é contra o Sanctum. Mas deixo isso para a próxima review, porque acredito que no próximo episódio saberemos mais sobre eles.

No último episódio disse que tinha ficado surpreendido e que tinha achado o episódio dos melhores dos últimos tempos. Se calhar foi uma opinião controversa, mas continuo a achar que não estava errado. Bem pelo contrário! Arrisco-me a dizer que The 100 voltou ao nível das primeiras temporadas e que, neste momento, está entre as melhores séries da televisão. Atenção, quem seguiu estas reviews na temporada passada, sabe que fui um grande crítico sobre muitas decisões tomadas. Por isso, agora não posso não elogiar o trabalho feito. A história está melhor, os atores parecem muito mais bem aproveitados, os novos personagens são interessantes e fazem sentido e mesmo os twists dos primeiros anos estão de volta. Eliza Taylor disse recentemente que Clarke morreu mesmo. Eu não acredito que isso tenha acontecido, mas e se acontecer? Eu até gostava de ver como isso ia acontecer.

Para terminar deixo umas perguntas no ar.

  • Será que Clake morreu mesmo?
  • Será Raven a solução para trazer Clarke de volta, uma vez que tem um enorme conhecimento de ALLIE?
  • Murphy vai mesmo juntar-se aos primeiros?
  • Josie vai usar Madi como hospedeira?
  • E uma teoria que anda por aí na internet, será que poderemos ver Lexa de volta?

Digam a vossa opinião nos comentários e no próximo episódio veremos se já temos respostas.

Carlos Real