Classificação

9
Interpretação
9.5
Argumento
9
Realização
9
Banda Sonora

Este artigo contém spoilers!

The 100 voltou para a sua 6.ª temporada e já estávamos todos cheios de saudades. Relembrar que o final da 5.ª temporada culminou com Jordan, filho de Monty e Harper, a acordar Clarke e Bellamy depois de 125 anos deles a dormirem por via da criogenia dos corpos. Jordan acordou os dois porque o seu pai Monty tinha encontrado um novo planeta, com características parecidas com a terra, onde o grupo poderia habitar.

Vamos então aos novos acontecimentos.  Clarke, Bellamy, Murphy e mais alguns vão numa missão ao novo planeta para ver se este tem realmente condições de acolher os habitantes da nave. Enquanto isso, Raven, Abby, Jordan e Niylah ficam na nave para tentar salvar Kane, que ainda está a dormir, mas está gravemente ferido. Na nave, o ambiente não é muito agradável. Raven não perdoa o vício de Abby e acusa-a várias vezes de ser uma viciada sem cura por mais que esta diga que está limpa. Ainda assim, elas trabalha em conjunto para salvar Kane, só que para isso é preciso usar o sangue de, nada mais nada menos, Octavia. Dado isto, elas acordam Octavia e usam o seu sangue para tentar salvar Kane. De início, as coisas parecem ter resultado. Kane acorda e, apesar de estar bastante debilitado, parece que o plano deu certo. Octavia aproveita para discutir com ele sobre quem desertou e quem ficou um tirano. Kane tem um ataque e começa a cuspir sangue, ficando quase morto. Todos aconselham Abby a deixá-lo ir, mas esta não deixa e Jordan consegue metê-lo em criogenização ainda vivo.

No novo planeta tudo parece estar bem. É tudo muito parecido com a terra. Árvores bonitas, paisagens verdes e um ar respirável. Murphy até encontra um mar onde faz questão de dar uns mergulhos. O problema vem durante a noite, quando os insetos parecem ficar loucos e atacam o grupo. A radiação e os insetos acabam por matar Miles. No dia seguinte, depois de conseguirem sobreviver à noite, o grupo encontra um castelo que parece habitado até há bem pouco tempo. Emori tenta decifrar algumas das mensagens e símbolos nas paredes enquanto Murphy canta e faz o seu próprio show num momento bastante divertido. Clarke descobre uma espécie de escola para crianças e lá eles encontram um livro que conta uma espécie de mito ou lenda que diz que, quando o sol vermelho chegar, os inimigos vão chegar também e ficar todos loucos. Nisso, sem que ele desse por isso, uma Emori completamente alterada ataca e quase mata Murphy. Para além disso, o grupo repara que a nave deles foi roubada.

Este primeiro episódio da nova temporada foi um crescendo. Todas as cenas serviram um pouco como mote para o que vão ser as narrativas de cada um durante a temporada. Este novo planeta é um tema interessante e que nos deixa de água na boca. Dá para perceber que o sol tem algum efeito nas pessoas e que o próprio ar, como diz Clarke, parece estar condicionado de certa forma, mas ainda é tudo muito novo. Curioso também vai ser perceber o que será de Octavia nesta temporada. Ela foi a grande vilã no passado e muitas mortes estão ligadas a ela, mas a verdade é que, neste novo mundo, ela provavelmente terá de ser uma aliada. Fica um bom sinal de partida para o início de mais uma maratona de episódios. É caso para dizer que foi um episódio à The 1oo!

Carlos Real