Criada por Bryan Fuller (séries Star Trek) e Michael Green (Heroes), American Gods baseia-se no romance homónimo de Neil Gaiman. O enredo da série centra-se na luta entre deuses, onde os simples e efémeros humanos acabam, inocentemente, por influenciar o poder destes imortais. Num mundo onde os deuses antigos definham pela falta de fé e orações, novos deuses emergem fruto da adoração dos homens. Da música, televisão e novas tecnologias emerge uma nova ordem de deuses que ambiciona, a todo o custo, dominar o poder absoluto e exterminar os deuses antigos ainda existentes. É neste contexto que Shadow Moon aceita a peculiar oferta de emprego do misterioso Mr. Wednesday, o que muda a sua vida radicalmente. A título de curiosidade, a série ainda foi ponderada para o canal HBO, contudo, como este estava em fase de desenvolvimento de Game of Thrones, acabou por desistir do projeto que, mais tarde, ganhou nova casa na Starz.

Deixamos-te agora com o trailer da 1.ª temporada:

Conhece algumas das personagens:

Shadow Moon

Shadow Moon (Ricky Whittle) é o humano do enredo. Com um nome assim, só poderia estar destinado a grandes coisas. Acabado de sair da prisão e a recuperar de uma grande perda, Shadow aceita trabalhar para Mr. Wednesday. É aqui que a sua vida dá uma volta de 180º num curto espaço de tempo e Shadow vê-se envolvido em algo muito maior do que ele.

                                                                     Laura Moon

Laura Moon (Emily Browning) é a mulher de Shadow e uma dealer de Black Jack num casino. A preparar a festa de receção do marido que vai sair da prisão, algo de inesperado acontece e a vida de Laura vira-se do avesso. Contudo, graças a uma moeda muito especial, terá uma segunda oportunidade para remediar as coisas.

                                                                     Mr. Wednesday

Mr. Wednesday (Ian McShane) é um homem misterioso e, com o ar da sua graça, passado algum tempo percebe-se ser um dos deuses antigos que anda pelos EUA a recrutar camaradas como ele, esquecidos pelos humanos. No entanto, a tarefa de Wednesday vai-se provar mais difícil do que o esperado.

                                                                     Mad Sweeney

Mad Sweeney (Pablo Schreiber) é um duende irlandês que, tal como os outros deuses antigos, perdeu a sua força quando as pessoas deixaram de acreditar nele e de lhe pedir favores. Revoltado e zangado com o universo, Mad Sweeney está sempre pronto para lutar e encontra uma forma de ‘saciar’ a sua sede ao trabalhar para Mr. Wednesday, na sua busca pelos deuses antigos.

mr world

Mr. World (Crispin Glover) é basicamente o novo deus mais poderoso que existe. Sendo o deus da globalização é a entidade suprema que controla toda uma nova ordem de deuses emergentes. Entre os seus poderes está a capacidade de criar ilusões, a manipulação de objetos criados pelo Homem e, o mais fascinante de todos, é detentor de todo o conhecimento existente. Perspicaz e autoritário, não perde uma oportunidade para demonstrar a sua omnipresença e tentar destruir os enfraquecidos deuses antigos.

tech boy and media

Media (Gillian Anderson) e Technical Boy (Bruce Langley) são dois dos novos deuses que trabalham diretamente para os propósitos de Mr. World. Media é a deusa que representa os meios de comunicação e entretenimento. Entre os seus poderes estão a habilidade de se transformar em personagens icónicas da televisão e do cinema, a levitação e a telecinésia. Technical Boy é o deus da internet e da tecnologia. Entre os seus poderes estão a capacidade de controlar a tecnologia ao ponto de criar ações e eventos inimagináveis, nomeadamente apagar a existência de alguém.

bilquis

Bilquis (Yetide Badaki) foi outrora uma das mais poderosas deusas, já que personifica o amor. Também descrita como a Rainha de Sabá, Bilquis perdeu a fé da maioria dos seus adoradores que, em tempos idos, recorriam a rituais e orgias para que ela lhes trouxesse o amor e a felicidade. Esta antiga deusa luta por conquistar o seu lugar neste novo mundo e está disposta a (quase) tudo para o conseguir. Entre os seus poderes estão a sua beleza singular, a imortalidade, a capacidade de se alimentar do amor dos seus adoradores e a manipulação dos sentimentos.

Haveria muitos outros personagens singulares que poderíamos aqui apresentar para aguçar a vossa curiosidade. No entanto, o melhor mesmo é espreitarem a 1.ª temporada, antes que a série regresse com a eterna luta entre deuses novos e antigos