The Handmaid’s Tale é uma série da Hulu, baseada na obra clássica de 1985 da escritora Margaret Atwood.

Num futuro próximo em que a infertilidade afeta quase a totalidade da população, um movimento que se guia pelo antigo testamento sobrepõe-se ao governo e ao congresso americanos e impõe novas regras, bastante retrógradas, desumanas e degradantes. Auto-denominam o novo estado de Gilead.

Em Gilead, a hierarquia militarizada, o machismo e o fanatismo religioso são os deuses. A sociedade é reorganizada em classes. As Handmaids são a classe de escravas utilizadas pelos comandantes, cujas mulheres são estéreis, para lhes darem filhos. Vestem vermelho, usam um adorno branco na cabeça para as impedir de olhar em volta e estão subjugadas à vontade e aos costumes impostos. Deixam de ter nome próprio para passarem a designar-se em prol do seu comandante. Literalmente passam a chamar-se “dele”.

June (Elisabeth Moss) – ou como tem que se chamar agora, Offred (De Fred) – é a handmaid designada para a casa do Comandante Fred Waterford e da sua mulher Serena Waterford. Para trás fica o Red Center, de onde ela saiu confinada às regras e costumes que agora são “o normal”. O passado, o que era, a filha que lhe arrancaram dos braços e o marido que lhe tiraram agora não existem, nada existe. Apenas este presente, e o futuro é um pesadelo. O que a mantém de pé? A esperança de voltar a encontrar a sua filha, um dia.

.

Personagens:

June

June Osborne/Offred (Elisabeth Moss) – A narradora da história, June, é capturada quando tentava fugir do país, com o marido e a filha pequena. Como é das poucas mulheres férteis ainda existentes, acaba por ser colocada, contra a sua vontade, no programa de treino para proporcionar filhos aos casais poderosos. Mais tarde, é inserida na casa do Comandante Fred Waterford e da sua mulher Serena, passando a chamar-se Offred (Of Fred). O que motiva June a continuar a viver e a suportar as cenas atrozes a que é sujeita é a possibilidade de a filha estar viva e poder ter uma vida feliz com ela, fora de Gilead.

Ferd

Comandante Fred Waterford (Joseph Fiennes) – O Comandante Waterford é um oficial de prestígio do novo governo que, juntamente com a mulher Serena, ajudou a fundar Gilead. Apesar de aparecer sempre composto e bem educado, rapidamente percebemos que é tudo uma fachada. Mesmo sendo proibido conviver com as Offreds sem a presença da mulher, Fred inicia uma relação próxima com June, que aproveita a situação para tentar obter informações.

Serena

Serena Joy Waterford (Yvonne Strahovski) – Serena é a mulher de Fred e ex-ativista conservadora cuja ajuda foi instrumental para a criação de Gilead. Contudo, encontra-se agora numa posição limitativa, por ser do sexo feminino. Infértil, Serena vive com o sonho de ser mãe, sendo capaz de tudo para que Offred lhe dê essa dádiva, incluindo fingir que desconhece as infidelidades do marido.

Nick

Nick Blaine (Max Minghella) – Nick é o motorista, que vê e ouve tudo o que se passa na casa dos Waterford e que acaba por desenvolver um afeto especial por June, apesar de uma relação entre eles ser extremamente proibida e possivelmente fatal. Inicialmente, June não confia nele, mas aos poucos vai retribuindo os mesmos sentimentos de Nick.

Moira

Moira (Samira Wiley) – A melhor amiga do passado de June, de uma altura em que eram completamente inseparáveis, e agora nem podem mostrar que se conheceram noutros tempos. Passam pelo Red Center ao mesmo tempo e mantêm-se fortes mutuamente. Mas após uma tentativa de fuga que corre mal, June é capturada e fica sem saber se Moira consegue fugir ou não.

Emily

Emily/Ofglen (Alexis Bledel) – É outra handmaid, a parceira de compras de Offred. Têm que andar sempre a par, teoricamente por segurança, na prática para se observarem e espiarem mutuamente. Por esta razão, inicialmente não partilham muito mais do que as saudações iniciais estipuladas, mas com o tempo começam a confiar e confidenciar uma com a outra, até sobre uma possível revolta contra o sistema.

Aunt

Aunt Lydia (Ann Dowd) – As “tias” são a classe encarregada de educar e forçar os costumes de Gilead sobre as mulheres férteis, tornando-as handmaids. Lydia é, por ventura, a mais brusca, mas também aquela que mais vê todas as handmaids como “as suas meninas”, ainda que isso nunca a impeça de as torturar sempre que pisam alguma linha ou quando vacilam nas suas crenças sobre o sistema de Gilead.

Rita

Rita (Amanda Brugel) – Rita é uma Martha na casa dos Waterford, uma serva doméstica que gere a lida da casa e auxilia os patrões no que for preciso. A sua relação não é das melhores com Offred, passando por vezes a ideia de que tem ciúmes da sua posição.